Como abrir um escritório de advocacia

Confira orientações sobre como montar um escritório de advocacia

Comentar
Recomendar

Quando falamos em como abrir um escritório de advocacia, talvez  a primeira imagem que surge na imaginação é uma sala própria com estrutura de escritório físico, não é? Mas um escritório de advocacia é muito mais que isso e pode nem mesmo precisar de um local físico.

Para quem vai advogar, é essencial se organizar como um escritório de advocacia. Porém, além do convencional espaço físico, um escritório pode ser virtual, coworking ou home office.

E, se você está pensando que não precisa de um escritório porque “pega apenas alguns processos”,  ou “ advoga de maneira autônoma”, saiba que independente da quantidade de clientes ou da quantidade de pessoas que trabalham com você, organizar-se como um escritório é determinante para um bom atendimento e sucesso profissional.

Para saber mais sobre como abrir um escritório de advocacia, escrevi o conteúdo abaixo!

Navegue pelo conteúdo 

Para facilitar sua leitura, organizei esse sumário. Assim você pode navegar pelos tópicos que mais te interessam clicando nos tópicos do menu abaixo:

  1. Passo a passo para abrir um escritório de advocacia
  2. Como montar um escritório de advocacia com pouco dinheiro?
  3. O básico para abrir seu escritório de advocacia
    3.1. Domínio, e-mail e site próprios
    3.2. Sistema de controle processual
    3.3. Padronização de práticas internas
    3.4. Cartão de visita
    3.5. Telefone celular
    3.6. Endereço para o Escritório
  4. Quais as opções de local para abrir um escritório de advocacia?
    4.1. Local Próprio
    4.2. Endereço Fiscal
    4.3. coworking
  5. Registro do Escritório: abertura do CNPJ
  6. Escritório com advogados associados x sozinho?
  7. Conclusão
  8. Principais dúvidas sobre como abrir o seu escritório de advocacia
    8.1. Quem pode abrir um escritório de advocacia?
    8.2. Como abrir um escritório de advocacia online?
    8.3. Como montar um escritório de advocacia sozinho?
    8.4. Como abrir um escritório de advocacia com advogados associados?
  9. Mais conteúdos para você que quer abrir o seu escritório de advocacia
    9.1. Newsletter da Aurum

Neste post, vou falar sobre como montar um escritório de advocacia nos mais diversos formatos. E, apesar de não começar falando sobre a formalização nem o local físico, eles estão no texto também.

Passo a passo para abrir um escritório de advocacia

Para montar um escritório de advocacia, você pode seguir este passo a passo:

  1. Defina qual será sua área de atuação;
  2. Faça uma análise de mercado da área escolhida;
  3. Escolha entre advogar com ou sem sócios;
  4. Defina o formato do escritório: virtual, físico ou híbrido;
  5. Faça um planejamento estratégico de negócio;
  6. Registre a abertura do escritório;
  7. Faça pesquisas para encontrar bons parceiros e fornecedores;
  8. Crie um plano de ação para organizar sua rotina. 

Para que você possa entender melhor como prosseguir em cada um dos itens, continue lendo este artigo. Pois nele eu abordo os principais pontos. 

Como abrir um escritório de advocacia
Como abrir um escritório de advocacia – passo a passo

Como montar um escritório de advocacia com pouco dinheiro?

4 pontos que são absolutamente essenciais, e devem estar presentes em qualquer escritório e modalidade de trabalho jurídico. São eles: 

  • Computador;
  • Celular;
  • Acesso à internet;
  • Token da OAB.

Sim, é só isso. Com esses quatro itens você já pode abrir seu escritório. Isso porque,  com o processo eletrônico e a possibilidade de assinar documentos de forma digital, nem mesmo a impressora é um item essencial.

Nesse contexto, comecei e recomecei algumas vezes só com isso. Depois do fim da minha primeira sociedade, levei meu computador e arquivos (na época em papel) para casa e corri atrás de fechar novos clientes.

Com o valor do primeiro contrato de honorários comprei minha impressora (que era indispensável em 2010), e aos poucos fui produzindo material de papelaria, site, aluguei uma nova sala, decorei, etc.

Mas o que me permitiu fechar o primeiro contrato, foram os itens que citei acima. Por isso, não tenha medo ou vergonha de começar assim, pois é do básico que muitos começam.

O básico para abrir seu escritório de advocacia

Para saber como abrir e administrar um escritório de advocacia existem alguns itens básicos que, se possível, devem fazer parte do escritório desde o início. São eles:

Domínio,  e-mail e site próprios

O primeiro lugar que você deve abrir o seu escritório é na Internet, com um endereço próprio para usar no seu e-mail e site. Chamamos isso de domínio.

Frequentemente muitos acham que isso é absurdamente caro, mas a hospedagem mais barata (que é o necessário para receber e-mails e ter o local do site) deve ficar em torno de R$ 200,00 por ano.

É um investimento pequeno para o profissionalismo que isso traz à sua imagem. Muitos clientes, tanto pessoas físicas quanto jurídicas, já me falaram que jamais levam isso em consideração no momento de contratar um profissional, não dando preferência aos que utilizam um e-mail gratuito como Hotmail, Gmail e outros.

Sistema de controle processual

Automatizar o acompanhamento processual com um sistema de controle te ajudará a ganhar agilidade e qualidade em relação a toda sua rotina. E, tudo isso é possível por meio da utilização de um software jurídico.

Por meio da tecnologia, você conseguirá organizar toda a informação, centralizando-a em um único lugar e permitindo até mesmo a comunicação imediata dos movimentos aos clientes.

Neste caso, não é segredo para ninguém que eu utilizo e recomendo o Astrea, software jurídico da Aurum. E para você que está pensando que isso é uma realidade distante, saiba que o Astrea possui uma versão gratuita, o Astrea Light.

Ou seja, você pode começar a automatizar a aprimorar seu escritório ainda hoje. Para isso, clique aqui e teste gratuitamente o Astrea

Planilha de controle de processos e atividades judiciais
Mantenha o controle dos seus processos e prazos. Baixe grátis a nossa planilha exclusiva de controle de atividades e processos judiciais. Quero baixar a planilha grátis

Padronização de práticas internas

Para garantir eficiência e qualidade, é preciso ter processos bem definidos.

Dessa forma, qualquer cliente que chegue ao seu escritório precisa passar pelos mesmos passos. E qualquer trabalho que seu escritório faça precisa seguir o mesmo padrão de qualidade.

Para isso, é importante determinar boas práticas internas, criando um manual do cliente, um procedimento padrão de atendimento, entre outros padrões que permitam um atendimento diferenciado.

Cartão de visita

Não, o cartão não morreu. Não acredite em tudo que falam por aí.

É importante ter um cartão com uma arte bonita para entregar para as pessoas que você conhecer pessoalmente e garantir sua rede de network.

Nesse contexto, é possível a utilização de dois tipos de cartão, o virtual e o físico. Ambos são necessários e sua utilização varia de acordo com a necessidade.

Se você tiver habilidades artísticas, pode facilmente fazer uma arte em sites como o Canva. Se não tiver, há sites que permitem a contratação de um profissional que se encaixe no seu orçamento, como 99Freelas e GetNinjas.

Além disso, você pode conferir dicas sobre como criar uma identidade visual para advogados, clicando aqui

E, por fim, o restante da papelaria como, por exemplo, envelopes, pastas, entre outros, não são parte do básico. Garantir um padrão em toda a papelaria é uma prática que  agrada os clientes mais exigentes, porém envelopes e pastas comuns resolvem suas necessidades.

Telefone celular

Esqueça o telefone fixo. Com a popularização do celular, ele é absolutamente dispensável. Afinal, qual foi a última vez que você ligou para um fixo, quanto tinha o celular de quem queria falar?

Endereço para o Escritório

Para abrir um escritório é preciso ter um endereço pelo menos para as correspondências. Por isso, chegamos a um dos pontos de maior dúvida: o endereço físico do escritório. São vários pontos para conversarmos aqui, por isso vamos separar um tópico todo para essa questão.

Quais as opções de local para abrir um escritório de advocacia?

Qual é a resposta que nós adoramos dar? Isso mesmo, depende.

Depende dos clientes que você atender e do tipo de advocacia que você praticar. Já tive salas no Centro do Rio de Janeiro, fechei e migrei para o home office em 2015. Hoje, eu trabalho em uma combinação de home office e coworking e não pretendo mudar tão cedo.

Ter um local físico não afeta necessariamente o seu faturamento. Hoje, em uma estrutura muito menor, meu faturamento é muitas vezes superior.

Por isso, faça a análise de acordo com a necessidade real do seu cliente. Muitos clientes não têm a menor necessidade de um local físico próprio para te contratar.

Local Próprio

Ter um local próprio é sempre uma opção. As vantagens são a flexibilidade de uso e o fato de poder utilizar seu próprio espaço sem se submeter a regras de terceiros.

O primeiro cuidado que se deve ter é a localização do escritório. Qual é a localização ideal? Perto do Fórum, clientes ou da sua residência?

De novo, depende muito da sua forma de atuação. Eu, por exemplo, raramente vou mais de uma vez por semana ao fórum. Assim,  no meu caso, um escritório próximo ao fórum não valeria a pena.

Ser próximo aos clientes é uma boa opção caso você faça muitas reuniões presenciais por semana. A facilidade de acesso e proximidade também são parâmetros que os clientes utilizam para decidir a contratação.

No entanto, eventual dificuldade por ser suprida com um coworking ou a possibilidade de utilizar a sala de um colega para reuniões em outros locais.

Por fim, outra boa opção é manter um escritório próximo de sua residência,  diminuindo o seu deslocamento diário.

Independente do local escolhido,  é importante verificar as regras de utilização do prédio (alguns prédios comerciais proíbem a entrada nos fins de semana, por exemplo), e os serviços de internet disponíveis naquele local, além de negociar bem o contrato de locação e sempre lembrar de renová-lo periodicamente.

Endereço Fiscal

Se você escolher não alugar um local físico, vai precisar de um endereço de correspondência ou endereço fiscal. É claro que no início é possível utilizar seu endereço residencial, mas realmente não é recomendável.

Diversas empresas oferecem o serviço de endereço de correspondência e endereço fiscal, especialmente empresas especializadas em coworking.

Coworking

Coworking é um espaço compartilhado de escritório, que você pode pagar por demanda ou por uma quantidade certa de horas. 

Esse serviço pode ser utilizado para salas de reunião ou para trabalhar no local. Eu uso e recomendo, é uma opção com menor custo e sem as burocracias de ter o seu próprio local, já que oferecem a estrutura montada com internet, atendimento, café, entre outros detalhes.

Em regra, os contratos são mensais e permitem uma flexibilidade muito maior.

Algumas OABs também oferecem o serviço de escritório compartilhado e de salas de reunião. Vale a pena se informar sobre a disponibilidade na sua subseção.

Registro do Escritório: abertura do CNPJ

Entendo que o efetivo registro do escritório, a abertura do CNPJ, é o último passo a ser feito. É perfeitamente possível começar na advocacia atuando na pessoa física e fazer a transição para pessoa jurídica posteriormente, uma opção feita por muitos pelas vantagens tributárias.

O registro de um escritório de advocacia é diferente de outras empresas, já que o registro e arquivamento do contrato social é feito pela OAB de seu estado. Antes mesmo de finalizar o seu contrato social, é interessante entrar em contato com a OAB e verificar os requisitos específicos, procedimento e taxas a pagar.

Possivelmente sua seccional disponibiliza alguns modelos básicos. A OAB/RJ, por exemplo, disponibiliza modelos que você pode acessar, clicando aqui: sociedade de advogados. 

Feito o registro na OAB, o próximo passo é inscrever a sociedade no CNPJ. O procedimento é um pouco burocrático, porém a Receita Federal tem um passo a passo que você pode acessar nesse link: Inscrição de Primeiro Estabelecimento (Matriz)

Depois disso, o último passo é a abertura da inscrição municipal. O procedimento, claro, vai variar de prefeitura para prefeitura, assim como os custos. Possivelmente seu serviço de contabilidade também faz esses passos burocráticos. Foi minha escolha por uma questão de pouquíssimo tempo e paciência para percorrer esses passos.

Escritório com advogados associados x sozinho?

Sociedade é algo que traz complexidade para os negócios. Entretanto, também pode ser um grande motor para impulsionar o seu crescimento.

Mas não é obrigatório ter sócios para abrir o seu escritório de advocacia. Você pode muito bem começar sozinho, inclusive tendo o seu CNPJ como Sociedade Unipessoal, com todos os benefícios de uma sociedade com sócios.

Caso escolha ter sócios, é importante que não seja somente por amizade. Os sócios devem ter objetivos semelhantes, mas habilidades complementares. Por exemplo, um que tenha mais habilidade comercial, outro que seja mais técnico, outro que tenha mais habilidade para a parte administrativa.

Deste modo, cada sócio fica responsável por uma parte essencial do negócio.

Conclusão

Como pudemos ver, existem vários tamanhos e formas de organização de um escritório.

É fato que abrir um escritório de advocacia, independente de seu tamanho, é trabalhoso e vai trazer uma longa jornada à frente.

No entanto, se o seu objetivo é advogar, é imprescindível começar a se organizar o quanto antes, definir suas metas e qual tipo de escritório você almeja.

Principais dúvidas sobre como abrir o seu escritório de advocacia

Abaixo separamos algumas das principais perguntas sobre o tema, para tirar todas as suas dúvidas. Confira!

Quem pode abrir um escritório de advocacia?

De acordo com o art 1º da Lei Nº 6.839, para abrir uma empresa os profissionais precisam estar legalmente habilitados, sendo obrigação das entidades competentes a fiscalização do exercício das diversas profissões. 

Ou seja,  quem pode abrir um escritório de advocacia são os profissionais regularizados pela OAB. 

Como abrir um escritório de advocacia online?

Para abrir um escritório online é preciso seguir alguns passos como organização, comunicação, estrutura, rotina e ferramentas. E, para não deixar nada de lado, separei um conteúdo sobre como exercer trabalho remoto na advocacia. 

Para atuar como advogado home office, clique aqui.  

Como montar um escritório de advocacia sozinho?

Uma das principais dúvidas para profissionais que estão começando a advogar é sobre como abrir um escritório de advocacia sozinho. E, na verdade, todas as dicas que eu trouxe desde o início do texto valem para você que quer abrir seu escritório sem sócios. 

Vamos relembrar os pontos indispensáveis? Você deve ter: computador, celular, acesso à internet, e token da OAB.

Como abrir um escritório de advocacia com advogados associados?

Para abrir um escritório com associados, é preciso levar em consideração uma série de questões como: participação nos resultados e lucros, regulamentação do advogado associado, vantagens, desvantagens, entre outros inúmeros pontos. 

Por isso, fizemos um conteúdo especial apenas para tratar sobre isso. Para você acessar, clique aqui.

Mais conteúdos para você que quer abrir o seu escritório de advocacia

Separei abaixo alguns temas que são importantes para você que está pensando em abrir seu escritório, confira!

Newsletter da Aurum

Sabia que você pode receber conteúdos como este diretamente na sua caixa de e-mail? Para isso, é só se inscrever na Newsletter da Aurum, clicando no botão abaixo: 

assine a aurum news e receba os melhores conteúdos para advogados

Você ficou com alguma dúvida? É só comentar aqui embaixo para falar comigo!

Finalmente
chegou a hora de crescer sua advocacia!

Com o Astrea você automatiza sua rotina jurídica e ganha tempo para colocar planos em prática

Comece grátis
Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

2 Comentários
Você está aqui