mentoria-para-jovens-advogados

Saiba o que é e como funciona a mentoria para jovens advogados

Comentar
Recomendar
Você sabe o que é e como funciona a mentoria para jovens advogados? Bom, você com certeza sabe que começar uma carreira na advocacia não é tarefa fácil. Na verdade, é um caminho cheio de desafios e surpresas.

Os advogados recém aprovados na OAB descobrem rapidamente que a realidade é muito diferente do que se aprende na faculdade. Mesmo os que sempre estagiaram descobrem que, no mundo real, são necessárias habilidades muito diferentes das que desenvolveram até então.

Diante disso, houve um grande crescimento no oferecimento de mentorias. No entanto, muitos ainda tem dúvidas do que são e como funcionam. Se esse é o seu caso, é só continuar lendo esse artigo!

1. Afinal, o que é mentoria para jovens advogados?

Como eu disse, todos têm dificuldades no início da carreira de advogado. Pode ser por não ter nenhum advogado na família, por não ter tido oportunidade de estagiar ou por nunca ter planejado fazê-lo. O fato é que o início da profissão é muito difícil.

É como aquele conceito de Física (CALMA! Não feche o artigo! Não vou te obrigar a fazer conta) que diz que a energia necessária para iniciar um movimento é maior que a energia necessária para que esse movimento continue.

A mentoria pode ser considerada como essa energia extra, esse empurrão que vai te ajudar tanto a ter mais forças no início, quanto vai te guiar na direção certa. Afinal de contas, de nada adianta ir a 200km/h na direção errada, certo?

No nosso caso, a mentoria para jovens advogados é um relacionamento entre um advogado mais experiente e um advogado menos experiente. Nesse relacionamento, há uma grande troca de experiências e conselhos, visando guiar o advogado menos experiente na direção correta, fazendo com que ele evite vários erros comuns no início da carreira.

Esse relacionamento pode se dar tanto de uma forma natural, dentro de um escritório ou em um círculo de amizades. E também pode ser contratado com advogados que oferecem esse serviço profissionalmente, como é o meu caso.

Independente da forma que se inicia a mentoria para jovens advogados, ela sempre se dá em uma sequência de encontros com objetivos definidos, que podem ser presenciais ou online.

2. E qual é a diferença entre mentoria e coaching?

É muito comum as pessoas confundirem mentoria com coaching. Em que pese existirem semelhanças, os processos são bem diferentes na condução.

No processo de Coaching, o coach trabalha com a experiência do seu cliente. Assim, são utilizadas diversas ferramentas de autoconhecimento e de planejamento, ajudando seu cliente a evoluir por si só.

Já na mentoria, o mentor passa sua experiência para o mentorado, transmitindo o conhecimento acumulado ao longo da profissão, dos seus estudos, erros e acertos. O objetivo do mentor é evitar que o mentorado cometa os erros que ele já cometeu, acelerando assim seus resultados profissionais e evitando o método de tentativa e erro.

3. Como escolher o mentor (ou mentora) ideal?

A maior dificuldade na mentoria para jovens advogados é escolher o mentor ideal, especialmente considerando a grande oferta atual desse tipo de serviço.

O primeiro passo para escolher o mentor ideal é analisar a sua conexão com o que essa pessoa fala. Assim, consuma o conteúdo gratuito que o possível mentor disponibiliza: vídeos no YouTube, posts no Instagram, Facebook, blogs, etc. A conexão com os princípios e com a forma de falar do Mentor é um fator essencial para que a mentoria tenha sucesso.

Além disso, pesquise sobre essa pessoa. Veja sua área de atuação e resultados profissionais para entender se aquela pessoa realmente tem legitimidade para se declarar mentor. Nas redes sociais muitas vezes se vende uma imagem totalmente distante da realidade.

Se o possível mentor não atingiu um patamar profissional que você quer atingir, o ideal é continuar pesquisando.

Verifique o depoimento de quem já foi mentorado por aquela pessoa. Nem sempre um ótimo profissional é também um ótimo mentor, já que ensinar é uma habilidade distinta de ter resultados na advocacia.

Por fim, verifique também o público alvo da mentoria. É voltada para jovens advogados? Para advogados mais experientes? Há diversos públicos e momentos de carreira, e nenhum Mentor vai poder atender a todos.

4. Vale a pena fazer mentoria?

Bem, eu sou suspeito para falar sobre isso, já que também sou mentor. Mas sim, vale muito a pena fazer mentoria.

Eu tive (e tenho) alguns mentores, e tenho certeza que sem eles eu não teria tido o progresso que tive em minha carreira. Aliás, é algo facilmente identificável: a curva de crescimento do meu escritório aumentou demais depois que comecei a buscar mentores.

Um grande arrependimento que tenho é ter começado essa busca já com alguns anos de carreira, quando poderia ter tido ainda mais resultados se começasse mais cedo.

No caso da mentoria para jovens advogados, essa curva costuma ser ainda maior. Faz toda a diferença aplicar as técnicas certas no início da carreira e reduzir a quantidade de erros.

5. Conclusão

Resumindo, a mentoria para jovens advogados é um processo de transmissão de conhecimento entre mentor e mentorado. Esse processo visa aumentar exponencialmente os resultados do mentorado com a orientação de quem já passou pelo que ele está passando no momento. A ideia é evitar erros comuns e maximizar acertos, contribuindo para que quem está inciando se torne um advogado de sucesso.

Há um fator essencial para que o jovem advogado aproveite bem a mentoria: confiar no mentor e estar disposto a aplicar o que ele passa. Por mais óbvio que pareça, por vezes há pessoas que não querem ser contrariadas, ou não querem ter o trabalho de implementar mudanças. Com isso, não conseguem aproveitar todo o potencial da mentoria.

Então, quando for investir em uma mentoria para jovens advogados, escolha bem o seu mentor e faça o possível para aplicar todos os conhecimentos passados.

Ficou com alguma dúvida sobre mentoria para jovens advogados? Quer saber mais detalhes? É só falar aqui embaixo nos comentários! 😉

22.000 Advogados

Já controlam seus processos e prazos com o software jurídico Astrea

Experimente grátis
Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

 

4 Comentários
Você está aqui