diferencial-competitivo-na-advocacia

3 passos essenciais para o diferencial competitivo na advocacia

Comentar
Recomendar
Ser reconhecido e frequentemente contratado pelo chamado “diferencial competitivo na advocacia” pode garantir o seu sucesso no meio jurídico. E isto nada mais é do que um conjunto de hábitos, métodos e ferramentas utilizadas no seu negócio para diferenciá-lo dos demais.

Afinal, no mundo do empreendedorismo saber se destacar é mais do que uma condição de sobrevivência. É garantir a possibilidade de permanência e progresso do seu negócio.

Se diferenciar é importante!

Não para de crescer o número de consumidores exigentes que procuram produtos e serviços que estejam acima do padrão oferecido no mercado. Uma regra que se aplica a todo e qualquer segmento.

E no direito isso não é diferente. Os escritórios e profissionais que entendem a necessidade de se adotar técnicas e ferramentas de trabalho que ofereçam um diferencial competitivo na advocacia são os que se destacam de verdade no mercado jurídico.

O advogado que aprende a se diferenciar daquilo que os clientes já estão acostumados, tende a deixar de “sobreviver” da advocacia para começar a “viver”, de forma abundante, dos seus resultados e do prazer pelo seu ofício.

Sem clichê pessoal! Neste artigo eu vou apresentar para vocês três pilares para que você construa o seu diferencial competitivo na advocacia. E quem está falando para vocês é colega um advogado que chegou no mercado sendo obrigado a apresentar um diferencial competitivo e reinventar-se profissionalmente.

Afinal de contas, abrir mão da estabilidade do serviço público e encarar o início da advocacia em cima de uma cadeira de rodas, precisando do auxílio de terceiros e sem mexer nenhum dos dedos das mãos para peticionar, foi um desafio que me fez raciocinar a necessidade de ser literalmente diferente no mercado jurídico.

3 passos para o seu diferencial competitivo na advocacia

Não apenas tome nota, mas sinta-se desafiado a começar a aplicar desde já as técnicas a seguir para garantir um diferencial competitivo na advocacia!

Elas podem parecer claras e simples, mas muitos operadores do direito ainda ignoram, o que acaba contribuindo para o fracasso profissional e para uma imagem negativa da advocacia. Confira:

1. Qualidade, frequência e proximidade na comunicação com o cliente

O primeiro passo para a construção do seu diferencial competitivo na advocacia é entender o que o padrão oferecido no mercado está fazendo de errado. E, é claro, caminhar na contramão do fracasso.

Sem dúvidas o maior motivo da perda de clientela de muitos colegas advogados e do fechamento de portas de diversos escritórios são as falhas e ruídos na comunicação com o cliente.

Parece fácil, mas muitos profissionais ainda não conseguiram fazer a leitura mercadológica de que, no empreendedorismo jurídico, saber construir uma relação de amizade e confiança com quem paga os seus honorários é elemento chave para o sucesso.

Não seja aquele profissional que desaparece depois da assinatura do contrato. Que raramente atende telefone e que se esconde em sua sala enquanto os estagiários assumem o dever de responder os seus clientes. Entenda que a qualidade da comunicação é mais importante do que os próprios resultados jurídicos pretendidos pelo seu trabalho. Isso antes, durante e depois do contrato!

E entenda também a importância do feedback. Seja frequente em seus feedbacks, não espere o cliente te procurar. Mantenha a transparência sobre tudo o que acontece naquele caso ou processo. E sempre que possível, em termos de comunicação, aplique a regra do faça você mesmo.

O cliente gosta de conversar e ser ouvido pelo mesmo profissional que conquistou a sua confiança no início da relação contratual. Isso mantém as portas abertas para a fidelização e para futuras indicações de clientes.

Quer ficar expert nesse assunto? Se inscreva gratuitamente no portal O Futuro da Advocacia! São várias trilhas temáticas com e-mails, vídeos e artigos gratuitos! 😉

Quero conhecer o portal o futuro da advocacia

2. Compartilhamento constante de conhecimento e resultados

É o famoso ditado “quem não é visto não é lembrado”. Você pode ser muito bom no que faz, mas se guardar todo o conhecimento adquirido para si mesmo e não souber disseminar os seus resultados para o público certo, estará longe de consolidar um forte hábito na construção do seu diferencial competitivo na advocacia.

É importante que o seu público-alvo conheça e reconheça tanto a sua capacidade profissional, quanto os resultados que você possa alcançar. É aqui você se diferencia como especialista em determinado ramo do direito ou nicho de mercado.

Se você quer se destacar na sua área de atuação, os seus futuros clientes precisam saber o que faz o seu trabalho ser diferente dos outros.

Para isso existem várias ferramentas e caminhos que você pode adotar para se diferenciar, além de contribuir na construção da sua autoridade na advocacia. Desde o uso inteligente das redes sociais e blogs até a criação de conteúdos diversos com resultados obtidos pelo próprio escritório.

Mas lembre-se de ser original! Entenda que o diferencial competitivo na advocacia é notado nos mínimos detalhes. O cliente prefere um advogado que fala com propriedade de um conteúdo jurídico próprio, do que o colega que vive compartilhando posts da página do CNJ na internet.

3. Tecnologia na gestão da advocacia

Ainda existem milhares de colegas advogados adeptos ao mundo do papel e das planilhas do excel. Nada contra! Inclusive muitos profissionais já obtiveram grandes resultados e construíram uma carreira de sucesso antes da era digital.

Mas assim como as relações sociais se transformaram dentro do atual mundo virtual, a advocacia também evoluiu. E quem busca ser reconhecido pelo seu diferencial competitivo na advocacia precisa sair do tradicional e andar de braços dados com a tecnologia na gestão do seu negócio. Quem resistir a isso, infelizmente, mais cedo ou mais tarde, vai encerrar a carreira na temida “vala comum”.

Não estou dizendo para aposentar de vez a papelada do seu escritório, nada disso. Mas entenda que implementar ferramentas tecnológicas na gestão da advocacia, enquanto negócio, vão te dar maior controle e segurança para o seu ofício, bem como permitir a melhor organização do tempo e otimizar a aplicação dos dois pilares anteriores: a qualidade na comunicação com seus clientes e o compartilhamento de conhecimento e resultados.

Exemplo disso é a adoção de um bom software jurídico que permita a gestão da sua advocacia por completo. Aqui no escritório usamos o Astrea como principal ferramenta para controle de casos e processos, agenda e prazos, organização e delegação de tarefas e até gestão financeira.

Como consequência, otimizamos o tempo de trabalho e a nossa comunicação com feedback para os clientes tornou-se bem mais célere, pois temos o escritório na palma das mãos.

Não fique apenas na leitura. Coloque em prática!

Em oportunidades anteriores já contei um pouco da minha trajetória profissional para vocês. Encarar a advocacia particular na condição de tetraplegia exigiu que eu encontrasse rapidamente um diferencial competitivo no mercado jurídico.

Depois que eu defini o nosso nicho de mercado, o público que queríamos alcançar e as áreas de atuação, passamos a priorizar os três pilares citados aqui neste texto. O de dar a atenção que os clientes merecem. De construir a nossa autoridade por meio do compartilhamento de conhecimento e da divulgação de resultados. E de adotar ferramentas de tecnologia para empreender na advocacia.

A título de exemplo, hoje estamos sediados em Belo Horizonte, via escritório de advocacia virtual, ainda novos no mercado. Mas já temos o privilégio de atender constantemente clientes de todo o Brasil. Pessoas e empresas que pagam por uma consultoria jurídica online, por videoconferência, porque encontram em nosso trabalho algo de diferente.

O que leva um cliente de outra cidade ou estado a optar pelos nossos serviços, em detrimento de outros profissionais da sua região? A resposta está justamente no diferencial competitivo já reconhecido pelo nosso público-alvo.

Bom, se você chegou até aqui na leitura deste artigo é sinal que você também está buscando evoluir. Então prossiga colocando as dicas em prática! O que você tem feito para se destacar e não ser apenas mais um advogado no mercado jurídico? Deixe a sua resposta nos comentários! 😉

12.000 Advogados

Já controlam seus processos e prazos com o software jurídico Astrea

Experimente grátis
Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

 

    Nenhum comentário
    Você está aqui