Exibindo posts com a tag: advogados

Vinte anos de Aurum Software

Aurum Software 20 anos

Setembro é o mês de aniversário da Aurum Software e, este ano, a data é mais do que especial, pois a empresa completa duas décadas de existência!

A Aurum Software é a empresa brasileira focada exclusivamente em software jurídico mais experiente e sólida do mercado. São 20 anos de atuação, tendo sido fundada e mantida por empreendedores brasileiros, sem receber investimentos ou aportes de empresas estrangeiras.

Essa característica faz da Aurum uma empresa especialista no mercado nacional e totalmente focada no cliente. A comemoração de 20 anos de empresa consolida uma experiência acumulada dificilmente encontrada, inclusive, em outros nichos do mercado.

Amadurecimento do Themis

Logo_Themis-pq

 

 

 

Imagine um produto especializado em atender um único público e que é aprimorado durante duas décadas? É o caso do Themis. O software foi desenvolvido em 1993 e o seu lançamento foi o marco da fundação da Aurum Software. Desde então, dezenas de milhares de advogados o utilizaram e contribuíram para o amadurecimento do Themis.

Atualmente, são mais de 1.000 clientes e 10.000 usuários ativos, centenas de escritórios de advocacia e dezenas departamentos jurídicos que usam o Themis para gerir suas rotinas e negócios. Por ser uma empresa centrada no cliente, a Aurum está sempre em contato com esses clientes para coletar opiniões/sugestões e incluir no roadmap para lançamento de novas funcionalidades.

Esse modelo de atuação faz do Themis um software jurídico maduro e ao mesmo tempo inovador, sempre atualizado com as novas demandas do mercado jurídico e aderente às necessidades dos clientes.

Foco nas pessoas

A Aurum tem uma filosofia muito clara: é uma empresa feita por pessoas que desenvolve produtos que serão usadas por outras pessoas. Essa maneira de pensar faz toda a diferença!

Ao longo das duas décadas de atuação, a Aurum formou centenas de profissionais em diversas áreas e hoje possui uma equipe jovem e competente para desenvolver, comercializar e suportar o Themis.

Essa mesma atenção com a equipe interna é direcionada para os clientes da empresa. A Aurum procura ter um relacionamento próximo e pessoal com seus clientes. Hoje, além do relacionamento presencial, a Aurum disponibiliza atendimento telefônico, chat online e realiza conferências online à distância. Além disso, divulga uma enorme base de conhecimento através de canais como o help do Themis, blog da Aurum e redes sociais.

O Themis possibilita que seus clientes tenham mais organização e produtividade e, consequentemente, mais lucro e tempo livre. A equipe da Aurum se disponibiliza a apoiar os usuários com treinamentos e suporte no momento que o cliente precisar.

Planejamento para o futuro

A Aurum planeja seguir no mesmo caminho que vem trilhando durante seus 20 anos. A empresa vem focada em atualizar suas tecnologias para manter a inovação e responder as novas tendências de mercado: dispositivos móveis, cloud computing, interfaces mais modernas e amigáveis.

Além das características ligadas à tecnologia, a empresa possui métodos para ser cada vez mais especializada no mercado jurídico, e o principal deles é ouvir o cliente. A Aurum está ligada em toda a movimentação do mercado jurídico e à modernização do judiciário para manter o Themis sempre up-to-date e municiar seus clientes com as melhores ferramentas disponíveis.

Temos a grande satisfação de atingir mais esse importante marco. Agradecemos a todos que fazem parte da nossa história e convidamos a continuarem conosco, pois ainda temos muitas realizações pela frente!

Vem aí o novo site da Aurum Software

Nós da Aurum Software buscamos manter o nosso posicionamento de empresa inovadora e puxadora de tendências no mercado jurídico. Há pouco mais de dois anos, nós apresentamos ao mercado o nosso blog que hoje é lido por milhares de pessoas e recebe posts frequentemente, totalizando um acervo com centenas de artigos escritos e publicados.

Pouco tempo após o blog, veio o lançamento do nosso atual site que marcou uma importante etapa da nossa trajetória: o lançamento dos planos do Themis. Esse site causou um impacto muito positivo em nossa rede, por ser algo realmente novo e diferente de tudo o que existia no mercado. Durante esses dois anos, o site cumpriu muito bem o seu papel de apresentar ao mercado o Themis e suas ricas características.

Temos a incansável necessidade de estar sempre a frente e, assim como trabalhamos continuamente para que o Themis seja o melhor software jurídico do mercado – seja para quem já o utiliza ou para os futuros clientes – nós replicamos esse mesmo esforço em cada coisa que fazemos. Por isso, mesmo com o site atendendo perfeitamente o nosso negócio, nos últimos meses nossa equipe de marketing tem trabalhado duro para lançar um projeto de site totalmente novo, ainda melhor e mais inovador que o atual.

O lançamento está previsto para os próximos dias, mas já queremos deixar compartilhar um pouco do que vem pela frente: 

 

 Design totalmente novo

Temos estudado o que existe de mais atual pelo mundo a fora para trazer para a nossa realidade. Além disso, nossa equipe é formada por verdadeiros artistas que possuem muita competência para criar coisas realmente bonitas! O novo design, além de visualmente bonito, será muito leve e de fácil interpretação, tornando muito clara cada mensagem que queremos passar.

 Tecnologia de ponta

A plataforma escolhida para desenvolver o nosso novo site envolve recursos de ponta para possibilitar o dinamismo e a riqueza de navegação que queremos proporcionar aos visitantes. Agregamos diversos recursos de UX (Experiência do Usuário) que tornarão cada visita ao site da Aurum memorável! Será possível, também, atualizar nossos conteúdos com mais agilidade e possibilitar novos canais de interação com nossos usuários.

 Riqueza em conteúdos

Temos orgulho de ter o blog mais influente entre os fornecedores de software jurídico, onde publicamos histórias dos nossos clientes, artigos sobre fatos do mercado jurídico, entre outros conteúdos. O novo site integrará muito mais esse conteúdo já existente e terá ainda novos canais de atualizações, como divulgação de futuros eventos e treinamentos, pertinentes tanto aos já clientes do Themis quanto aos interessados em conhecer melhor o nosso produto.

Por enquanto, deixamos apenas um draft do nosso projeto para aguçar um pouco mais a curiosidade de todos.

Aguardem a grande novidade para os próximos dias!

Como convencer a gestão da empresa que um software jurídico é fundamental

No nosso último post, nós orientamos sobre os processos que estão envolvidos na avaliação e aquisição de um software jurídico. Esses mesmos conhecimentos podem ser adaptados, também, para outras aquisições, afinal são processos naturais quando vamos comprar algo:

  1. Identificamos nossa necessidade
  2. Levantamos as alternativas
  3. Filtramos e avaliamos algumas delas
  4. Negociamos as que gostamos
  5. Fechamos a que oferece o melhor custo/benefício para nossa necessidade

 

Quando estamos em um processo de compra, nem sempre nós decidimos sozinhos, principalmente dentro de uma empresa. Ao longo do processo, existem diferentes papéis, sendo os mais comuns: o(s) usuário(s), o influenciador, o decisor, o comprador. Muitas vezes, esses papéis se misturam entre as mesmas pessoas, principalmente quando a empresa é pequena.

Para ilustrar melhor, vamos citar os papéis de compra em um escritório de advocacia:

  • Usuários: os advogados que trabalham na rotina dos processos; estagiários, bibliotecárias, recepcionistas e outras pessoas com papéis de organização dentro do escritório.
  • Influenciadores: Os próprios usuários, que são beneficiados com o uso do sistema e, em alguns casos, a gestão – quando enxerga que será beneficiada com uma equipe mais produtiva.
  • Decisores e compradores: Os sócios do escritório, que darão o aval final sobre o produto e serão responsáveis pela compra.

 

Já em um departamento jurídico, o cenário é diferente:

  • Usuários: novamente, são os advogados que trabalham na rotina dos processos.
  • Inflenciadores: a TI da empresa pode influenciar no levantamento da necessidade, por buscar sempre alternativas que automatizam e agilizam atividades da empresa através da informática. Eles também participam do processo avaliando técnicamente os sistemas testados.
  • Compradores: o departamento de compras das empresas é o responsável por negociar com os fornecedores, comparar as propostas e identificar a melhor opção antes de efetuar a compra.
  • Decisores: pode ser uma diretoria jurídica, ou até mesmo uma diretoria geral, quem dá o aval final sobre a compra.

 

Sabendo de todos os processos envolvidos e papéis envolvidos que os profissionais exercem, como você pode exercer um papel importante e de grande influência para a aquisição de um software jurídico? Digamos que você é um advogado em um escritório que ainda não utiliza o software e sabe que o sistema agregaria um grande valor ao negócio. Quais seriam os passos para comprovar para a gestão do escritório que a necessidade existe e que o escritório como um todo seria beneficiado com um sistema?

Apontar os benefícios que o software trará para os usuários

Os usuários do sistema, em sua maioria os advogados que atuam nos processos, são beneficiados com mais organização e agilidade em suas rotinas. Muitas tarefas que antes eram feitas de forma manual passam a ser automáticas, e outras coisas que levavam muito tempo, como encontrar uma informação, passam a ser instantâneas.

Além das vantagens individuais, um software jurídico também impacta na colaboração da equipe, que passa a trabalhar de maneira muito mais integrada.

Tudo isso reflete diretamente na produtividade do escritório como um todo.

Apontar os benefícios que o software trará para a gestão

Os benefícios dos usuários também impactam para a gestão, afinal uma equipe mais produtiva é também mais lucrativa. As informações organizadas dentro de um sistema contribuem para as análises que influenciam nas tomadas de decisão da gestão da empresa.

Analisar a saúde financeira, o histórico os processos, dos clientes, da equipe, fazer análises de desempenho em tempo real e até prever o futuro com mais segurança são itens que podem ser alcançados pela gestão da empresa através do uso de um software jurídico.

Está em suas mãos levantar e comprovar as necessidades e efetuar os processos que impactarão na implantação de um software que fará toda a diferença no escritório de advocacia ou departamento jurídico onde você trabalha.

Caso precise de alguma ajuda em seu processo, os consultores da Aurum estarão a disposição para ajudar-lhe.

Diferenças entre um software jurídico web e um software jurídico servidor/desktop

Existe uma tendência cada vez mais forte em tecnologia chamada cloud computing. Essa tecnologia, explicando de uma forma bem abrangente, nos permite armazenar nossas informações em ambiente externo (nuvem) e acessá-las com nossos dispositivos – PCs, notebooks, smartphones, celulares etc – através da internet.

Nos dias de hoje, é pouco provável que não tenhamos pelo menos um aplicativo na nuvem, mesmo que não saibamos. Por exemplo, uma conta de e-mail ou até mesmo um perfil em uma rede social são recursos que utilizam a nuvem, afinal, nossas informações ficam todas hospedadas nos servidores de outras empresas, e não em nosso computador.

A nuvem é a atualidade e o futuro da tecnologia, e já é realidade na maioria dos aplicativos utilizados pelas pessoas. Ninguém mais compra um software de prateleira, uma vez que existe uma gama muito ampla de opções na internet, muitas delas disponíveis de forma gratuita. Além disso, dispositivos mais recentes, como tablets, já não possuem entrada para CD-ROM.

Trazendo esse assunto para a realidade dos negócios jurídicos, os advogados já desfrutam de muitas tecnologias que fazem uso de cloud computing. Recentemente, temos visto também novas opções de software jurídico web que surgem no mercado, com uma abordagem voltada para o cloud computing. Mas, como um escritório de advocacia ou departamento jurídico saberá se esse software é adequado para o seu negócio? Bem, vamos explicar:

Seja no mercado jurídico, ou em qualquer outro segmento de mercado, existem softwares que possuem décadas de existência e amadurecimento, como é o caso do Themis. Ao longo dos anos, esses softwares cresceram, receberam muito know-how de negócios e características para atenderem clientes de vários perfis e exigências. Tanto a tecnologia do software, quanto os dados e informações dos clientes que o utilizam, torna-se maduros e robustos – ou seja, um legado.

Apesar de estar em grande evidência, o cloud computing é uma tecnologia relativamente recente e já existem vários aplicativos que funcionam muito bem para diversas necessidades, porém ainda pouco se vê a respeito de ERPs e softwares mais robustos capazes de fazer a gestão completa de um negócio de uma grande ou média empresa.

Para o mercado jurídico, existem algumas opções de software jurídico web (ou cloud), porém nenhuma com a capacidade de abranger completamente a gestão jurídica e administrativa de um escritório de advocacia ou departamento jurídico de porte. São softwares mais enxutos, que podem atender um advogado autônomo ou até mesmo uma pequena sociedade de advogados que precisa controlar suas atividades e efetuar a cobrança dos clientes.

A resposta às novas tecnologias de um software maduro como o Themis é agregar novas funcionalidades para manter-se atual, e ao mesmo tempo robusto, tais como: acesso com de dispositivos móveis através versão mobile; serviço de busca de andamentos que utiliza a internet para capturar informações e alimentar o sistema automaticamente; interface web para possibilitar acesso às informações através de outras localidades, ou até mesmo fornecer acesso a um cliente.

A conclusão que chegamos é que os softwares jurídicos web que surgem no mercado podem atender necessidades mais simples e apoiar o profissional individualmente, mas não gerir o negócio como um todo. Para escritórios de advocacia que precisam ser geridos como um negócio, considerando a administração financeira, e departamentos jurídicos corporativos, apenas uma solução como o Themis é capaz de abranger todas as necessidades. Neste caso, é importante que o escritório ou departamento selecione um desenvolvedor que possui tempo de mercado e continua fornecendo atualizações e novas funcionalidades que tornam o software sempre up to date.

Departamentos jurídicos de pequenas e médias empresas precisam de software?

Existe uma dúvida comum entre as pequenas e médias empresas que possuem departamentos jurídicos compostos por poucos advogados, ou até mesmo que terceirizam o seu jurídico: é necessário contratar um software jurídico?

Para responder essa questão, elaboramos esse post que explica em quais situações é adequado contar com um software jurídico e quais as melhores opções em cada caso. Vamos lá:

  • Empresas que terceirizam completamente o seu jurídico

Nestes casos, não existe uma rotina jurídica interna para ser gerida, mas se existem processos. Se existem processo, é preciso ter o controle deles, certo?

É muito importante que uma empresa que opta por terceirizar completamente o seu jurídico com um escritório de advocacia avalie se aquele escritório possui uma boa gestão, e isso envolve o uso de um software jurídico. A vantagem para a empresa que contrata um escritório de advocacia que usa software jurídico é a organização de seus processos, a possibilidade de acessá-los a qualquer momento através da internet e ainda receber informações sobre os andamentos dos processos em seu e-mail.

Portanto, se a sua empresa selecionará um escritório de advocacia que cuidará de seus processos, exija que ele utilize um software jurídico.

  • Empresas que possuem departamentos jurídicos pequenos

Nos casos das empresas que possuem poucos advogados em seu departamento jurídico, ou até mesmo um único advogado, é extremamente recomendável o uso de um software, afinal, além dos processos, existe toda uma rotina a ser gerida, que inclui compromissos, prazos, despesas, entre outros fatores envolvidos nos processos.

Outro ponto fundamental para o departamento jurídico é a possibilidade de efetuar provisões de custos com processos para alocar verba e fornecer informações para outras áreas da empresa, como financeira e diretoria.

A empresa deve considerar também que as poucas pessoas que compõe o departamento jurídico podem ser desligadas em algum momento e, se todo o conhecimento acerca dos processos está nas mãos de um único colaborador, existe o risco de tudo ir embora junto com ele.

O mesmo se aplica as planilhas. Existem empresas que possuem planilhas de controle de processos, porém apenas a pessoa que a criou sabe como operá-la. Se um dia essa pessoa deixa de fazer parte do quadro da empresa, todas aquelas informações podem ser perdidas, ou demandar um tempo enorme para serem interpretadas.

Com um software jurídico, as pequenas e médias empresas eliminam esses riscos e garantes a continuidade dos serviços do seu departamento jurídico, independentemente do profissional que trabalha nele. Além disso, conseguem avaliar o desempenho dos processos e dos advogados através de relatórios originados com através histórico armazenado dentro do software.

O Themis possui um plano desenvolvido para atender departamentos jurídicos com necessidades mais avançadas, como controle de provisão e gestão de contratos, e também um plano mais flexível indicado para departamentos jurídicos com rotinas mais básicas. Acesse a nossa página de planos para conhecê-los e deixe nossa equipe comercial ajudá-lo a tomar a melhor decisão.

Teste o Themis por 30 dias

 

6 formas de aumentar a produtividade no seu departamento jurídico

As empresas vivem uma corrida acirrada em busca de eficiência e nós, profissionais, buscamos cada vez mais formas de nos mantermos organizados e produtivos, de modo a cumprir nossas expectativas profissionais, atender nossos clientes internos e externos, e ainda ter tempo para cuidar da nossa vida pessoal.

Para os profissionais de um departamento jurídico, existe ainda um desafio extra que é, além de advogar, fazer parte de uma corporação onde é preciso trabalhar integrado com outros departamentos e prestar contas para a gestão. O profissional do departamento jurídico, seja ele um advogado ou assistente, precisa ser pró-ativo no controle de suas atividades e processos para que seu trabalho seja estratégico dentro da organização.

Confira abaixo as dicas que compartilhamos para ajudar profissionais de departamentos jurídicos a tornarem-se mais produtivos e aumentar a eficiência do departamento como um todo:


1. Controle da agenda de compromissos

É imprescindível que um profissional do meio jurídico seja muito organizado em relação à sua agenda. Um único processo demanda diversos eventos, tarefas, prazos, e é preciso ter o controle de todas as datas; além de outros compromissos não relacionados diretamente aos processos, mas que fazem parte do dia-a-dia de qualquer profissional: reuniões de equipe, visitas aos clientes, entre outros. Para ajudar na organização da rotina do profissional do departamento jurídico, o Themis possibilita controle total da agenda de compromissos, estejam eles vinculados ou não aos processos. Além disso, é possível obter, em poucos instantes, pautas de compromissos para organizar o dia, semana ou mês.

2. Reuniões mais produtivas

Falamos acima sobre o grande volume de compromissos que compõe a rotina dos advogados, mas imagine se conseguíssemos economizar tempo nos compromissos, ou até mesmo reduzir o número de compromissos e o tempo que passamos em trânsito? Utilizar o próprio computador para fazer reuniões à distância, que demandariam horas de trânsito e viagem, é uma prática cada vez mais comum nas empresas. Outra maneira de resolver o problema das reuniões é torná-las mais rápidas e objetivas, estabelecendo previamente uma ATA com o assunto que será tratado e controlando para que o assunto da reunião não desvie do planejado. Por fim, aqui na Aurum nós utilizamos um formato de reuniões internas muito produtivo, chamado stand-up meeting – as reuniões são feitas com os participantes em pé, justamente para não durar muito tempo.

3. Centralização dos processos

Uma das dificuldades dos departamentos jurídicos é gerenciar os escritórios de advocacia que prestam serviços. Em alguns casos, são vários escritórios de advocacia que atendem uma mesma empresa – cada um com uma forma de trabalho diferente. Uma sugestão que damos para minimizar esse impacto é centralizar esses processos através de software. O escritório de advocacia que presta serviço para seu departamento jurídico deve fornecer alguma forma profissional de acompanhamento do processo, preferencialmente através de algum software com interface web que lhe permita visualizar a partir de qualquer local, através de login e senha para garantir a segurança da informação. Dessa forma, o departamento jurídico centraliza o controle dos processos e está sempre atualizado sobre as movimentações, sem despender horas e horas para buscar uma informação.

4. Gerenciamento de tarefas

Com o aumento da busca por produtividade por parte dos profissionais, aumentam as ferramentas disponíveis no mercado. Existem várias opções de software na nuvem, de aplicativos para tablets e smartphones, entre outras formas de controlar suas tarefas. O importante é que, independentemente da escolha que o profissional faz – através de software, planilha, ou caderno – ele consiga controlar o planejamento e a execução de suas tarefas. Uma dica valiosa é sempre organizar todas as tarefas logo no início do dia e fazer o possível para cumpri-las. No final do dia, cabe fazer uma análise do que foi feito, o que não foi e o motivo de ter ficado pendente.

5. Automação de processos

Estamos em 2013 e ainda existem muitos profissionais do direito – de escritórios e departamentos jurídicos – que fazem a busca de processos de forma manual. Mesmo que não seja mais necessário buscar a informação pessoalmente no fórum, só a atividade de entrar no site de cada Tribunal, consultar cada processo e extrair a informação, pode consumir mais de uma hora em único dia. Agora, faça o cálculo dessa hora consumida multiplicado pelo número de funcionários do departamento jurídico, multiplicado pelo número de dias do mês e veja quantas horas são perdidas na simples atividade de atualizar os andamentos dos processos. O Themis tem a função de fazer a atualização dos processos automaticamente e, quando os processos são terceirizados por um escritório, é muito importante que seja estabelecido um meio de comunicação, como e-mail, onde o escritório emita as informações dos andamentos de processos.

6. Mobilidade da informação

Para concluir nosso post, sabemos que os celulares não existem apenas para fazer ligações e enviar SMS. Com o avanço das tecnologias, hoje é possível ter praticamente todas as informações que temos em nosso local de trabalho ao alcance de nossa mão. Portanto, recomendamos o uso de smartphones para dar continuidade ao trabalho, independentemente da localização onde o profissional se encontra. Existem editores de textos e planilhas, aplicativos que sincronizam os arquivos do PC com o celular, entre vários outros que já apresentamos aqui no blog.

O próprio Themis possui uma versão Mobile para que o advogado tenha acesso aos processos onde quer que esteja. Use toda essa tecnologia a favor de sua produtividade!

Continue acompanhando nosso blog onde constantemente abordamos técnicas e tecnologias que nos ajudam a ter uma rotina mais produtiva!

Recursos de marketing jurídico que todo escritório precisa ter

No último post do nosso blog, nós falamos sobre marketing jurídico e sua importância para os escritórios de advocacia, independentemente de seus portes.

O assunto “marketing jurídico” vem sendo amadurecido nos últimos anos e já é da compreensão da maioria dos advogados, porém na prática, vemos apenas grandes bancas jurídicas que adotam o marketing jurídico em seu dia a dia – e mesmo assim, não estamos falando da maioria. É realmente difícil encontrar um escritório de advocacia com um site realmente apresentável, ou mesmo um logotipo que contenha algo por trás.

A falta de preocupação com os aspectos visuais que constroem a imagem do escritório tem três justificativas básicas: 

  • A sociedade de advogados é formada e começa a operar rapidamente. Entre todos os aspectos que precisam ser vistos na abertura da empresa, o marketing acaba ficando por último. O resultado é que o escritório cria um logotipo de qualquer jeito para começar a enviar seus materiais, cria um site (quando cria) para suprir a necessidade pelos primeiros meses, mas é esse site que acaba ficando por anos e anos.
  • Muitas vezes, alguns advogados que compõe o escritório ainda acham que marketing jurídico é um luxo desnecessário, e que o que o escritório precisa é de especialização para os advogados e clientes para atender. Ok, o pensamento está correto, em partes o escritório precisa de especialização e clientes, e o marketing jurídico ajuda a comprovar sua especialização e atrair mais clientes, portanto não é um luxo desnecessário.
  • O terceiro caso, e mais comum, é o do escritório de advocacia que não sabe por onde começar. Toda a formação do advogado é técnica, no máximo alguns aspectos administrativos, mas o fato é que os advogados não são preparados para atividades comerciais, de marketing e afins. O processo de aprendizado desses aspectos pelos advogados é intuitivo, ou através de instituições externas às universidades.

 

Para os escritórios de advocacia que não sabem por onde começar, ou até mesmo os que desejam melhorar os aspectos visuais e iniciar com marketing jurídico, aqui vão algumas dicas:

  •  Crie um logotipo profissional: Não é especialidade dos advogados fazer a criação de elementos gráficos, portanto, neste caso, é recomendável contar com a especialidade de quem entende do assunto. Não recomendamos contratar o famoso “sobrinho” neste caso, afinal, estamos falando da identidade corporativa do escritório. Ter um logotipo sóbrio, elegante, mas que possua um conceito que remeta a filosofia do escritório é extremamente pertinente.
  •  Tenha bons materiais impressos: Ao criar o logotipo que determina as cores, fontes e elementos que ditarão a identidade corporativa do escritório, é hora de construir os materiais: papelaria completa para emissão de cartas, correspondências, idas ao fórum; folder institucional do escritório falando sobre o próprio, suas áreas de atuação, currículo dos profissionais etc; ter um cartão de visita realmente imponente para que os profissionais usem em reuniões.
  •  Invista em um site de ponta: O site é a imagem do escritório para muitas pessoas que não tem oportunidade de conhecer sua estrutura física ou os próprios advogados pessoalmente. Por isso, é muito importante que esse site tenha a capacidade de remeter a imagem mais positiva possível. Poderíamos dedicar um único artigo para falar apenas de como deve ser o site de um escritório de advocacia, mas as dicas básicas são: preocupe-se com o visual e a navegação, dedique tempo a escrever uma redação artesanal e que remeta o pensamento dos sócios e a filosofia do escritório, facilite que os clientes entrem em contato através do site, utilize tecnologias atuais – os sites de hoje precisam aparecer no Google, serem exibidos em tablets e smartphones, entre outros aspectos.
  •  Identidade visual interna: esse é um aspecto que normalmente os advogados têm um carinho especial: a aparência do escritório. Ela realmente é muito importante, mas não apenas o mobiliário elegante, mas também a identidade corporativa deve ser expressa nos ambientes do escritório para os colaboradores e pessoas que visitarão a estrutura. Usar o logotipo e as cores institucionais com moderação é muito pertinente.

Seguindo essas dicas, o escritório de advocacia tem as bases do marketing jurídico estruturadas. Mas, não para por aí: é interessante que o escritório crie comunicações com os clientes, como envio de periódicos, escreva artigos para o meio jurídico, crie incentivos para fidelização e indicação de clientes, entre outras atividades que ficarão para um próximo post…

Marketing jurídico: conceitos básicos

Primeiramente é preciso esclarecer que marketing é erroneamente interpretado como publicidade/promoção, o que gera confusão e faz com que advogados e escritórios de advocacia pensem que marketing não se aplica para seus negócios.

Vamos entender que publicidade e promoção são duas das várias vertentes do marketing, e quando falamos em marketing jurídico, são vertentes praticamente sem importância, pois existe uma série de normas que não permite aos negócios jurídicos desempenhar tais estratégias. Por exemplo, não é possível promover o escritório de advocacia através de uma placa com o preço dos serviços na fachada do escritório, tão pouco veicular um anúncio em uma revista de circulação massiva ou programa de rádio. Não vamos prolongar muito sobre o que um escritório de advocacia pode ou não fazer em termos de marketing, pois tudo isso está bem elucidado neste documento da JusBrasil.

Precisamos entender que marketing é a forma como a empresa, seja um advogado autônomo, um escritório de advocacia, ou empresa de qualquer outro segmento, é percebido no mercado. É papel do marketing gerar demanda para uma capacidade existente em um negócio, seja essa capacidade um produto desenvolvido, ou um serviço jurídico que pode ser proporcionado pelos advogados do escritório.

Ao entender que a função do marketing é determinar a impressão que a empresa deve causar no mercado, e que seu papel é ajudar a empresa a gerar novas oportunidades de negócios, de modo a garantir a sua lucratividade e longevidade, fica muito mais fácil planejar o que o escritório deve fazer em termos de marketing jurídico.

O que é extremamente conveniente entender é que a imagem do escritório e sua geração de negócios andam de mãos dadas. Prova disso é que, se o escritório atende satisfatoriamente um cliente, logo sua imagem é boa não apenas com aquele cliente, mas também com outras pessoas/empresas de seu relacionamento. Sabemos que a principal forma de geração de novos negócios para um escritório de advocacia é a indicação – portanto, se a imagem do escritório de advocacia é boa frente aos clientes que ele atende, naturalmente ele será indicado para futuros clientes, criando uma forma orgânica e sustentável de geração de negócios.

Outro exemplo é a geração de propriedade intelectual (conteúdos) por parte dos advogados que compõe o escritório de advocacia. Esses conteúdos podem ser, desde artigos escritos para serem divulgados em um blog próprio, ou até mesmo em revistas especializadas, chegando até mesmo em entrevistas em programas de televisão, eventos públicos, premiações e afins. Esse formato não promove diretamente o escritório de advocacia, mas expõe para o mercado os conhecimentos técnicos e pontos de vista de seus advogados, gerando reconhecimento para seus profissionais e prestígio para o escritório como um todo.

Concluímos então que as principais vertentes do marketing jurídico são o estímulo às indicações e a criação de propriedade intelectual, que remetem em uma boa repercussão, em reconhecimento e novas indicações para o escritório de advocacia.

Como em qualquer segmento de negócio, o sucesso do marketing jurídico está em atender bem o cliente para que ele permaneça e advogue sobre o seu negócio para outras pessoas. Igualmente importante, a especialização no seu ramo de negócio é vital e deve ser percebida e reconhecida pelo mercado.

É válido salientar que o tema é bem extenso, e esse artigo aborda especificamente o marketing jurídico para o ambiente externo do escritório, voltado para a geração de negócios e construção de reputação, mas existe ainda muito a ser discutido sobre como o marketing deve ser tratado dentro dos escritórios de advocacia.

Contamos com vocês para compartilhar suas dúvidas acerca de marketing jurídico e continuar acompanhando nosso blog, onde frequentemente abordaremos o tema.

Aurum Software apresenta balanço de 2012

O ano de 2012 foi decisivo para a Aurum Software. A empresa, que completou 19 anos de atuação no mercado brasileiro, sempre teve como visão posicionar-se no mercado como o principal fornecedor de software jurídico do país, conquistou esse título ao permanecer uma empresa independente e focada exclusivamente no desenvolvimento de software para o mercado jurídico.

Além de manter o seu foco, a Aurum expandiu sua carteira de escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, levando o Themis não apenas para as grandes empresas e bancas de advogados, mas também para os pequenos e médios escritórios de advocacia, que são maioria no país.

Conheça abaixo algumas das melhorias apresentadas pela empresa que contribuíram para o seu crescimento ao longo do ano: 

  • Novo modelo de contratação

Dentro da sua estratégia de expansão para as pequenas e médias empresas, a Aurum Software consolidou seu modelo de comercialização através de planos – que atendem dos maiores escritórios de advocacia e departamentos jurídicos até escritórios com apenas 3 advogados – e apresentou um modelo de contratação inovador no mercado, via assinatura mensal, que não implica em custos iniciais com licenciamento.

  • Nova identidade visual do Themis

Comprovando seu investimento em melhoria contínua no Themis, a Aurum apresentou uma nova identidade visual do produto, que pode ser visualizada na imagem abaixo. A identidade, mais clean e objetiva, foi baseada em diversos estudos e pesquisas realizados com usuários do Themis – seu objetivo é melhorar e enriquecer a experiência dos profissionais que utilizam o produto no seu dia a dia.

 

  • Serviços online e gratuitos para clientes:

e-Trainings – a modalidade online de treinamentos do Themis passou a ser gratuita para clientes ativos da Aurum, que podem atualizar os conhecimentos de sua equipe para obter o melhor desempenho possível no uso do sistema.

Suporte técnico online – além do suporte telefônico, os clientes passam a ter mais um canal de relacionamento com os técnicos da Aurum para obter mais agilidade em casos menos complexos, como dúvidas e pequenas dificuldades no uso do sistema.

Emissão de boletos online – para aumentar a conveniência dos clientes, em setembro, além do envio de faturas via correio, a Aurum passou a emitir as faturas eletronicamente para os clientes através de e-mail. Desta maneira, ampliamos as formas de envio e também reduzimos imprevistos com extravios dos impressos.

Andamentos online – o serviço tão útil para os advogados, anteriormente cobrado a parte, passa a fazer parte da assinatura do Themis, possibilitando que cada advogado tenha até 100 processos vinculados para recebimento automático dos tribunais.

A Aurum Software mira um crescimento ainda mais ousado para o ano de 2013, mantendo seus investimentos em inovação e melhoria continua para garantir que os clientes estejam sempre respaldados com o que existe de melhor no que diz respeito a serviços e tecnologia 100% nacional para o mercado jurídico.