marketing juridico digital

Conheça as principais estratégias de marketing jurídico digital

Comentar
Recomendar

O marketing jurídico digital consiste em um conjunto de estratégias que visam o fortalecimento da imagem de advogados e escritórios de advocacia na internet, seja através de sites ou até mesmo redes sociais.

Como a nossa comunicação está cada dia mais voltada para o meio digital, aplicar boas estratégias de marketing digital para ganhar destaque no mercado, se torna uma ação necessária.

Dicas para acertar no marketing jurídico digital 

Para que você possa ingressar no meio digital com consciência de que está traçando as melhores estratégias para seu escritório, vamos listar algumas dicas que consideramos fundamentais nesse momento:

Dica 1: Crie um site

Considerada uma das ferramentas mais importantes para a atração de clientes na advocacia, um site pode ser o caminho mais próximo entre você e seus futuros clientes.

Um site é ótimo para que os usuários possam ter conhecimento sobre seu escritório e serviços, isso sem precisar sair de casa. Através dele é possível compartilhar informações como:

  • Currículo dos advogados;
  • Endereço do escritório;
  • Área de atuação;
  • Endereço de redes sociais;

Além disso, o site é um ótimo espaço para a divulgação de conteúdos e artigos relevantes. Se você criar uma área de blog, pode nutrí-lo com novidades que sejam relevantes para os seus usuários.

Saiba mais sobre site para advogados aqui no blog da Aurum.

Dica 2: Invista em conteúdos jurídicos de qualidade

Uma boa dica para conseguir se ranquear nos mecanismos de busca, sem a necessidade de investimento e ferramentas de propaganda, é a produção de conteúdos jurídicos de qualidade e de relevância para quem pesquisa sobre sua área de atuação.

É fundamental que os textos de descrição dos advogados e os conteúdos jurídicos publicados em seu blog sejam profissionais. Desta forma, você passa credibilidade e segurança para os prospects, que são as pessoas interessadas em seus serviços.

No entanto, caso você não tenha experiência em produção de conteúdos, ou simplesmente não tem tempo para essa tarefa, pode ser uma boa opção procurar por um profissional especializado.

Por mais que inicialmente possa parecer um investimento alto, com o tempo o retorno pode ser bem positivo. Muitas pessoas buscam por serviços jurídicos na internet, e se você oferecer um site de qualidade, seu escritório pode se tornar a primeira opção delas.

Dica 3: Use as redes sociais ao seu favor

Apesar de muitos ainda pensarem que redes sociais são informais para um advogado, o mercado diz ao contrário e já demonstra bons resultados para quem se faz presente nesses meios.

Podemos até dizer que estar nas redes sociais é fundamental para conseguir se destacar no mercado jurídico de uma maneira rápida e prática

Contudo, é necessário estar atento quanto às publicações e atividades nessas plataformas, principalmente quando falamos em facebook e instagram para advogados.

Esteja sempre presente com conteúdos de qualidade e interativos. Assim, o engajamento será maior com os usuários e eles podem se tornar clientes, caso seu serviço se faça necessário.

Entenda como usar as redes sociais para atrair clientes na advocacia.

Para aumentar o engajamento, utilize estratégias como:

  • Vídeos nos “stories”;
  • Enquetes;
  • Abra a ferramenta de perguntas para o público;
  • Produza conteúdos interativos.

Dica 4: Utilize o e-mail marketing

Outra forma de atrair os clientes com muita eficiência é o e-mail marketing. Crie listas de e-mails com pessoas da sua área de interesse e ofereça conteúdos interessantes como artigos ou ebooks para fidelizá-los.

É importante lembrar que para que você possa enviar e-mail para essas pessoas, você precisa da autorização delas (veja quais as boas práticas de e-mail marketing para advogados) para não gerar uma insatisfação ou até mesmo uma punição por parte da OAB.

Sendo assim, uma boa maneira de conseguir esses leads, é adicionando um formulário ao site site. Desta forma, as pessoas vão adicionar os dados delas e você terá certeza de que estará enviando os conteúdos para quem já demonstrou interesse em seus serviços.

Dica 5: Impulsione os conteúdos

Além do ranqueamento orgânico, que é melhorar seu posicionamento através de um site e conteúdos de qualidade, você também tem opção de fazer um investimento em impulsionamento nos mecanismos de busca da internet.

Ferramentas como Google Adwords ou Facebook Ads são ideais para que você consiga manter seu site ou página sempre no topo das buscas. 

Por exemplo, caso você tenha um site voltado para direito criminal e investe na palavra-chave “direito criminal em Minas Gerais”, sempre que uma pessoa fizer uma busca relacionada a isso, ela encontrará o seu escritório.

A melhor parte é a possibilidade de segmentar suas campanhas por:

  • Faixa etária;
  • Orientação sexual;
  • Localização;
  • Área de interesse.

Erros mais cometidos em marketing jurídico digital 

Agora que você sabe algumas dicas importantíssimas para se destacar através do marketing digital juridico, vamos citar exemplos de ações que devem ser evitadas, para que você possa manter a credibilidade do seu escritório sempre em alta.

Separe o perfil profissional do pessoal

Caso você opte por ingressar nas redes sociais, tenha em mente que separar o seu perfil pessoal do profissional é muito importante.

Pense na seguinte situação: você passa a semana toda nutrindo as redes sociais com conteúdos relevantes e interativos, aumentando a proximidade com os seus seguidores. No entanto, aos finais de semana, você faz postagens sobre um encontro com a família ou um evento com os amigos. 

Por mais que isso seja normal na vida de um advogado, pode fazer com que uma pessoa que nunca entrou em seu perfil achar estranho e prefira não procurar saber sobre seus serviços.

Baixa frequência de postagens 

Muitas pessoas criam seus perfis nas redes sociais e se empolgam com a novidade, mas perdem o interesse ao longo do tempo e param de compartilhar conteúdos.

Isso é bem negativo, pois as pessoas que te acompanhavam e tinham interesse em seus conteúdos vão esfriando a relação aos poucos. Nesse tempo, elas podem encontrar outros perfis interessantes e esquecer de você na hora de contratar um serviço.

Não definir o público-alvo

Este é um dos erros mais cometidos no marketing jurídico digital. Na maioria das vezes,acontece por falta de instrução.

Como nas demais áreas, para que você consiga resultados através do marketing, é importante direcionar suas ações para um público específico. E isso vai desde o design do site à linguagem utilizada nos artigos.

Por isso, antes de mais nada, defina sua persona. Procura saber seus interesses, nível de instrução e áreas de interesse. Assim, você terá certeza de que está conversando com quem se interessa por seus serviços.

Conheça o software para advogados Astrea

Cuidado com o Código de Ética e Conduta da OAB 

O Código de Ética da OAB é o que diferencia o marketing jurídico do marketing tradicional. É o código que regulamenta o que pode ser feito e o que é vedado no marketing jurídico, seja ele digital ou não.

Como você já deve saber, o direito não é uma atividade mercantil, ao contrário da maioria das áreas do mercado. Por isso, não se pode vender ou oferecer serviços, sejam ele pagos ou gratuitos.

A publicidade jurídica deve conter o cunho totalmente informativo e por isso ações devem ser evitadas, como:

  • Realizar postagens em espaços online que não possuam cunho jurídico;
  • Postar conteúdos que tenham como finalidade realizar qualquer tipo de venda;
  • Ofertar consultas jurídicas em sites e redes sociais;
  • Utilizar cores extravagantes que possam atrair o cliente;
  • Enviar e-mails comerciais para listas de contatos.

De maneira geral, o Código de Ética da OAB tem como objetivo manter a seriedade e profissionalismo que o mercado jurídico requer, seja no marketing jurídico digital ou físico.

Como acompanhar os resultados da estratégia de marketing jurídico digital

Uma das melhores maneiras de acompanhar se os resultados das estratégias estão sendo positivos, é através do número de contatos que você recebeu depois de colocar as ações em prática.

No entanto, nem sempre essa é a maneira mais fácil, pois você pode estar aplicando diversas estratégias. Assim fica difícil definir qual delas está gerando um impacto maior e deve ser impulsionada, ou qual não demonstrou retorno e deve ser repensada.

Por isso, algumas ferramentas já citadas acima são ideais para esse acompanhamento. Tanto o Google quanto o Facebook Ads possuem métricas simples de serem acompanhadas.

Os gráficos separam as ações e as campanhas, o que facilita na hora de aferir os resultados. Caso você não tenha investido em impulsionamento de campanhas, o Google Analytics pode ser a melhor opção para analisar os resultados.

Mais conhecimento para você

Se você quiser saber mais sobre temas relacionados ao dia a dia da advocacia, continue a leitura aqui no blog da Aurum:

Continue acompanhando os conteúdos do blog! Assine a newsletter da Aurum para receber e-mails exclusivos com as novidades sobre o universo do direito e da tecnologia.

assine a aurum news e receba os melhores conteúdos para advogados

E aí, gostou do texto? Tem alguma dúvida sobre o marketing jurídico digital? Compartilhe com a gente nos comentários abaixo! 😉

22.000 Advogados

Já controlam seus processos e prazos com o software jurídico Astrea

Experimente grátis
Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

 

    Nenhum comentário
    Você está aqui