O que é sistema jurídico

Advocacia e tecnologia: o que é sistema jurídico?

Comentar
Recomendar
Sistema jurídico é um conjunto de normas reunidas por um elemento unificador, que deve estar vinculado aos valores da Constituição. No âmbito da tecnologia, sistema jurídico é um programa de computador destinado a advogados, escritórios de todos os portes e departamentos jurídicos de empresas, que tem como objetivo facilitar e automatizar a rotina jurídica dos seus aderentes.

Você viu como o termo sistema jurídico tem dois significados completamente distintos? Essa diferença de sentido e aplicação, comum em várias palavras da língua portuguesa, pode acabar confundindo quem as utiliza. Então, como usar o termo da forma correta? Existe alguma limitação?

Para resolver essa dúvida de uma vez por todas e contar um pouco mais sobre o assunto que mais entendemos e gostamos de conversar (tecnologia para advogados), preparamos um conteúdo especial.

Quer entender o que significa sistema jurídico para o segmento legal e no ramo da tecnologia? É só continuar a leitura! 😉 Ah, neste conteúdo você também descobre quais atividades do seu dia a dia podem ser facilitadas por um sistema jurídico.

Afinal, o que significa sistema jurídico?

No âmbito jurídico

Nesse contexto, vamos abordar conceitos complementares para definir o que é sistema jurídico, também conhecido como sistema legal. Para o filósofo do direito italiano, Mário G. Losano, “sistema jurídico” pode servir de sinônimo para “ordenamento jurídico”.

O mesmo teórico diz que sistema jurídico implica em um conjunto de normas reunidas por um elemento unificador. E esse elemento é responsável pelas normas fazerem parte de um ordenamento jurídico. Se levarmos em consideração as ideias do filósofo político Norberto Bobbio, que define sistema como uma totalidade ordenada, unidade e coerência são as bases fundamentais para identificar o sistema jurídico.

Trazendo o conceito para a prática moderna, vale destacar que o modelo atual de sistema jurídico deve estar vinculado aos valores da Constituição, funcionando como uma rede harmônica de cumprimento aos princípios e objetivos do Estado Democrático de Direito. Mas isso você sabe mais do que nós, certo? 😉

Sistema jurídico pelo viés tecnológico

Já a definição do termo pela ótica tecnológica – a que a gente mais domina –, sistema jurídico é um programa de computador destinado a advogados autônomos, departamentos jurídicos de empresas e escritórios de todos os tamanhos.

Existem várias palavras para nomear um sistema jurídico. Software jurídico, sistema para advogados e programa jurídico são algumas delas.

De forma prática, sistema jurídico é uma solução digital para automatizar atividades burocráticas e repetitivas do cotidiano do advogado, como a busca nos Diários Oficiais e a atualização de processos de acordo com a movimentação na Justiça.

Um bom sistema jurídico também é uma ferramenta importante que atua diretamente na modernização da prática jurídica e dos escritórios de advocacia. Afinal, além de possibilitar uma gestão de processos mais ágil e inteligente, esse tipo de programa conta com ferramentas para automatizar e desburocratizar outras atividades da rotina.

Software juridico Astrea
Mais de 7.000 advogados já fazem parte do futuro da advocacia com o Astrea
experimente sem compromisso

Quais atividades podem ser automatizadas por um sistema jurídico?

Para responder essa pergunta, destacamos sete práticas comuns na rotina dos advogados e escritórios que podem ser melhor desempenhadas com o auxílio de um sistema jurídico. Olha só:

1. Gestão de processos

Modernizar e tornar mais eficiente a gestão de processos é um dos grandes motivadores de quem contrata um sistema jurídico. Se você se perde nas planilhas do Google ou do Excel, faz a busca de processos de forma manual ou designa uma pessoa exclusivamente para essa função, vai gostar de saber que um software jurídico torna essa atividade mais rápida, prática e integrada a outras rotinas do seu escritório.

Entre tantas possibilidades, é possível cadastrar lotes de processos de uma só vez (basta o número da sua OAB!), receber atualizações automáticas direto dos sites dos tribunais e ter acesso apenas às publicações que você deseja. E se você fizer a escolha acertada do melhor sistema jurídico, fica sabendo de tudo o que acontece com seus processos por email o por meio de alertas automáticos dentro do próprio software. 🙂

2. Controle de prazos

Fazer o controle de prazos sem um programa especializado na rotina jurídica é possível, mas pode colocar o cumprimento das tarefas em risco. Sistemas jurídicos como o Astrea oferecem um controle de prazos avançado. Na prática, a gestão de prazos acontece de forma tão prática como em um gerenciador de tarefas.

Claro que com a vantagem de ter sido projetado para o cotidiano do advogado moderno.

Com esse tipo de recurso, o gestor tem uma visão macro do que está acontecendo no escritório a todo momento – e pode atuar de forma mais direta quando for preciso. E os colaboradores sabem quando e quais atividades precisam ser feitas para o cumprimento daquele prazo. Restrição de acesso a informações sensíveis aos prazos, agenda integrada, alertas de delegação e conclusão de tarefas. Esses são alguns recursos presentes em sistemas jurídicos capazes de garantir o cumprimento de todos os prazos e facilitar o trabalho em equipe.

3. Gestão de documentos

Com um sistema jurídico completo é possível reunir todas as informações e documentos relativas a um caso, processo ou cliente em um mesmo lugar de forma organizada. É possível, ainda, encontrar esses dados com muita rapidez. Dessa forma, você nunca vai deixar um cliente esperando, nem vai precisar dizer que não sabe de alguma informação.

Principalmente se você contar com um sistema jurídico online, basta acessar a ferramenta rapidamente pelo seu computador, celular ou tablet e checar os dados na hora. Além disso, os softwares jurídicos permitem que você crie documentos padrão da rotina, como o contrato de honorários e peças importantes como a petição inicial. Tudo isso com muito mais agilidade. A partir do modelo de documento jurídico que você criar para o seu escritório, basta editar as informações particulares do caso e do cliente e, pronto!

4. Organização da rotina e produtividade

Manter a rotina organizada mesmo nos dias mais intensos de trabalho pode ser um impedimento para a produtividade, certo? Pode ser, mas não para quem confia em um bom sistema jurídico para tornar o dia a dia organizado e produtivo de verdade.

Pode parecer uma solução distante, mas os ganhos com o bom uso da ferramenta surgem rapidamente. Afinal, o software jurídico permite que você faça listas de atividades, delegue tarefas, organize sua agenda e se baseie nela para atender os compromissos, tenha acesso às informações armazenadas de qualquer lugar com internet, crie pautas de audiência de forma automatizada, organize sua rotina financeira e muito mais.

5. Atendimento aos clientes

Como um sistema jurídico pode influenciar positivamente no atendimento ao cliente? A ferramenta (pelo menos as melhores) oferece recursos para manter um histórico completo do cliente (e não precisar mais confiar na memória). Além de poder usar esses dados para oferecer um atendimento personalizado, você pode estabelecer uma rotina de follow up.

Um recurso que pode auxiliar no atendimento e na manutenção do follow up é o contador de processos, presente no melhor software jurídico. Com ele, você fica sabendo dos processos sem movimentação nos últimos 30 dias e pode manter um relacionamento constante com seu cliente, mesmo que não tenha havido novidades no processo dele. Além disso, só de facilitar as outras atividades da sua rotina, um programa para advogados automaticamente dá a você mais tempo para se dedicar ao atendimento dos clientes.

Já falamos bastante sobre como um sistema jurídico pode evoluir o atendimento ao cliente no seu escritório: tem o vídeo da cliente Mariana Gonçalves, um ebook totalmente dedicado a esse assunto com casos reais e vários blogposts. Se você se interessa pelo assunto, está aí um prato cheio! 😉

6. Gestão financeira

Com um sistema jurídico completo é muito mais fácil manter o fluxo de caixa do escritório em dia, emitir faturas, relatórios e timesheets. Tudo isso com a vantagem de concentrar todas essas informações no mesmo lugar. E, claro, com a segurança de restringir o acesso a essas informações apenas a pessoas autorizadas.

7. Gestão de equipe

Conciliar sua atuação na advocacia com as funções de gestão do escritório não é tarefa fácil. É preciso acompanhar a equipe e garantir que todas as atividades sejam finalizadas a tempo. A correria do dia a dia e os modelos mais colaborativos de gestão acabam afastando os advogados de uma gestão baseada em micro-gerenciamento.

Para acompanhar a evolução na gestão, é importante contar com um programa de advogados que facilite a gestão de atividades e recursos que melhorem a produtividade da equipe. Dessa forma, os sistemas jurídicos permitem um trabalho mais colaborativo ao mesmo tempo que não abrem mão do controle do que está sendo feito pelo gestor do escritório. Neste ebook, a advogada Mariana Gonçalves, do canal Minutos de Direito no Youtube, conta melhor como isso acontece no escritório dela.

Está buscando um sistema jurídico para o seu escritório?

Nós ajudamos você! A escolha do melhor sistema jurídico para a sua realidade deve ser feita com calma e baseada em informações. Por isso, separamos alguns conteúdos complementares que podem ser úteis na sua procura:


Se você gostou deste artigo, tem alguma dúvida ou história para contar, comenta aqui embaixo! Nós e os outros leitores do blog vamos adorar saber o que você pensa sobre o assunto.
🙂

Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

 

    Nenhum comentário
    Você está aqui