Marketing digital para advogados e escritórios de advocacia

Guia de marketing digital para advogados e escritórios de advocacia

Comentar
Recomendar
100 bilhões de pesquisas são feitas por dia no Google. No Brasil, nós passamos mais de 9 horas por dia conectados e 100 milhões de pessoas gastam boa parte desse tempo nas redes sociais. É nesse cenário de uso exponencial da internet que o marketing digital para advogados se torna tão importante.

Já percebeu como está cada vez mais fácil, rápido e eficiente encontrar serviços online? É possível fazer isso de qualquer lugar, com qualquer dispositivo com acesso à internet e apenas alguns cliques. Com o avanço das ferramentas de buscas e redes sociais, qualquer um pode digitar “advogado direito trabalhista” e encontrar em segundos um profissional qualificado e próximo da sua localização.

Se antes a única forma de encontrar empresas ou profissionais para atender suas necessidade era por meio de páginas amarelas ou da indicação boca-a-boca, hoje isso não é mais uma realidade. É em conteúdos de blogs, indicações online de amigos, páginas no Facebook ou até em newsletters que você encontra soluções para os mais variados problemas. Tudo isso faz parte do universo do marketing digital. E é com essa ferramenta poderosa que você pode destacar a sua advocacia. 😉 Mas antes disso, vamos entender esse conceito?

Mas afinal, o que é marketing digital?

O professor Philip Kotler, considerado por muitos o pai do Marketing, define a área como “o processo social por meio do qual pessoas e grupos satisfazem desejos e necessidades com a criação, oferta e livre negociação de produtos e serviços de valor com os outros”. Pode parecer uma definição um pouco subjetiva, mas ela abarca tudo que está envolvido nessa troca entre empresas e pessoas procurando produtos e serviços que precisam.

Então sabe aquele post com dicas incríveis modelos de documentos jurídicos? Aquele canal no Youtube que compartilha experiências sobre como é advogar? Ou aquele perfil no Instagram que oferece cursos ou tira dúvidas do seu público? Tudo isso é marketing digital.

No início da internet o marketing das empresas ainda era feito em uma via de mão única – na qual o público recebia as propagandas passivamente. Hoje o cenário é outro. O consumo é ativo e engajado. Afinal, parte de uma comunidade que quer encontrar empresas e profissionais que ofereçam não só um produto ou serviço de qualidade, mas que levem seus valores e postura nos conteúdos que produzem para aproximar seus clientes. Assim, o objetivo no marketing digital sempre será oferecer, por meio de conteúdos relevantes, possíveis soluções para dores e desejos de pessoas reais.

Os 8 P’s do Marketing Digital

Como qualquer outra tarefa da sua rotina jurídica, fazer marketing digital para advogados requer planejamento estratégico. Existe um conceito famoso da área da publicidade que serve como pilar para colocar isso em prática: os 8 P’s do Marketing. Vem entender mais sobre cada um deles:

Produto

É o início de qualquer estratégia. Qual o serviço que você oferece? Quais problemas o seu trabalho resolve? Que tipo de situação o seu produto ou serviço pode auxiliar? A quem sua área de atuação e seus conhecimentos como profissional podem ajudar?

Preço

O código de ética da OAB não permite a divulgação do preço dos serviços para advogados. Contudo, isso não quer dizer que a precificação não faça parte da estratégia de marketing digital para advogados! Fazer seu potencial cliente entender o valor e o trabalho que existe por trás do preço cobrado também é uma estratégia que garante que na hora de contratar seus serviços, ele vai estar preparado para investir o que é justo.

Praça

Pilar referente a sua colocação no mercado. Aqui, praça não se refere só a onde seu escritório está fisicamente, mas sim onde você está – ou deveria estar – no mundo virtual. Se seu público-alvo gosta de se informar através de emails, é lá que você precisa desenvolver sua estratégia. O potencial cliente prefere navegar no Instagram? Essa deve ser sua área também!

Promoção

Nesse caso, promoção não se refere à desconto, como o nome pode dar a entender. A questão é a forma de promover o seu trabalho no mundo digital. Qual o perfil de quem está interessado no seu serviço? Há sazonalidade no que você oferece? Essas perguntas vão garantir que o seu esforço em criar conteúdos relevantes valha a pena e chegue nos ouvidos certos. 😉

Posicionamento

Aqui nos referimos à forma de se comunicar com o público. Qual será o “tom de voz” do seu escritório nas redes sociais? E por email? Qual sua postura no mercado? Aqui na Aurum, por exemplo, temos uma comunicação clara e direta, falamos em primeira pessoa e às vezes nos permitimos ser engraçadinhos, até. 😛 É importante encontrar a comunicação que faça sentido entre você e seus potenciais clientes – afinal, é neles que você quer chegar!

Pessoas

Se a sua estratégia de marketing digital para advogados estiver dando certo, isso quer dizer que mais pessoas vão chegar até seus serviços, certo? Por isso, é importante que as pessoas que vão atender as demandas desse público que você está atraindo estejam alinhadas com a estratégia, os valores e a proposta do que você oferece.

Processos

Os processos são referentes às atividades envolvidas no marketing digital para advogados. Se você vai vai ter um blog, quem vai escrever esses textos? Qual será o processo de escolha de temas? Qual a frequência de atualização de redes sociais do seu negócio? Estas são perguntas importantes de responder antes de começar a colocar sua estratégia em prática.

Performance

Seguindo a dica do texto “Como fazer o escritório de advocacia crescer de maneira exponencial”, depois de garantir que tudo isso esteja rodando, é hora de verificar se está dando certo. O público-alvo que você esperava alcançar está chegando até seu escritório? Eles estão mais familiarizados com a proposta do seu trabalho? Mais pessoas estão interagindo nas redes sociais? Tudo isso pode – e deve! – ser medido. Com objetivos claros, é mais fácil saber se você está no caminho certo. 😉

Por que fazer marketing digital para advogados?

Já deu para entender que o marketing digital é uma área com muitas possibilidades, certo? Mas qual o objetivo principal de fazer marketing digital para advogados? A resposta é simples: você precisa atrair clientes.

Em um mercado tão competitivo quanto o da advocacia, fortalecer a presença online, produzir conteúdos ricos, estimular indicações, se posicionar como especialista na sua área de atuação e criar uma conexão humana e real com seus clientes é o que faz você se destacar da concorrência.

Nesse contexto, o marketing digital para advogados deixa de ser um coadjuvante e se torna algo essencial na rotina jurídica. Sendo assim, a sua estratégia deve ser focada em resultados, com uma visão clara de quem é seu público-alvo. Assim, você vai adequar as mensagens, escolher melhor os assuntos, o jeito de abordá-los e definir os meios ideais para isso. Dessa forma, é possível usar das ferramentas online que permitem a prospecção ativa sem ferir o código de ética, com muito mais efetividade do que depender apenas de um sistema de indicações mais analógico.

Quer ficar expert nesse assunto? Se inscreva no portal O Futuro da Advocacia! São várias trilhas temáticas com emails, vídeos e artigos gratuitos! 😉

Conhecer O Futuro da Advocacia

Como fazer Marketing Digital para advogados

Agora que a teoria já está clara, é hora de colocar a mão na massa! Para isso vamos dar algumas dicas de ferramentas de marketing digital para advogados e possibilidades que você pode explorar para se posicionar e destacar no mercado.

Um dos conceitos mais utilizados hoje no mercado é o Inbound Marketing. Conhecido também como marketing de atração, sua estratégia consiste em entender o que seus potenciais clientes têm interesse e oferecer soluções para suas dores e desejos. Vamos descobrir como fazer isso? 😉

Blog

Se você chegou até este artigo, em algum nível já entende a importância de um blog. Este canal é uma oportunidade incrível para produzir conteúdos nos mais diversos formatos, sobre os mais diversos assuntos. Nele você pode escrever artigos para auxiliar seu potencial cliente a entender porque os seus serviços podem ajudá-lo, dar sua opinião sobre temas da área em que atua, demonstrar conhecimento de destaque.

Uma das grandes vantagens em relação a outros canais, é que em um blog a relação é muito mais íntima e direta, já que não está competindo na mesma página com diversos outros conteúdos – caso das redes sociais, por exemplo. Ali existe a oportunidade de prender a atenção do leitor e chamá-lo para uma conversa.

Outra grande vantagem de ter um blog é ser encontrado pelo Google com mais facilidade. Para isso, existe o SEO – Search Engine Optimization, ou otimização de serviços de busca, em português. Existem pessoas especializadas nesse trabalho e se você puder ter uma delas ao seu lado nessa tarefa, excelente! Mas se isso ainda não é uma realidade para você, tente imaginar assim: como um potencial cliente procura pelos seus serviços no Google? Quais as principais dúvidas que seus clientes têm quando chegam até você? Em que situações eles precisam do seu auxílio? Isso já vai lhe ajudar a encontrar temas e palavras-chave relacionadas realmente interessantes para esse público.

Você pode tanto ter um domínio próprio ou utilizar ferramentas populares de texto como o Medium, o LinkedIn Pulse. A primeira passa mais autoridade e credibilidade – tanto para as ferramentas de busca quanto para seu público-alvo -, mas a segunda é gratuita e de fácil acesso.

Redes sociais

Não tem como não falar sobre redes sociais, né? Como falamos lá no começo do artigo, metade da população brasileira está presente nesse espaço – e uma estratégia de marketing digital para advogados também precisa estar! Aqui o cenário é um pouco mais complexo: as pessoas estão sendo bombardeadas com informações em diferentes canais a todo momento, então o segredo é se destacar.

Criar conteúdo relevante, com visual atraente, linguagem clara e objetiva e dentro dos interesses do seu público-alvo é o que vai garantir que esse contato seja eficiente e transforme curiosos em clientes. 😉

Mas com tantas opções, é preciso estar presente em todas? A resposta curta é não! Se seu público não tem tanta familiaridade com redes sociais, talvez não faça sentido gastar tempo e recursos em canais muito específicos – como Pinterest ou Snapchat. Os 8 P’s podem te ajudar a entender isso – fica a dica! 😀

Ainda assim, existem algumas redes mais universais e que podem ter um retorno maior na sua estratégia de marketing digital:

Facebook

Uma das mais populares no Brasil e no mundo, o Facebook permite criar páginas profissionais. Ela é perfeita para divulgar conteúdos do seu blog, fazer lives falando sobre temas relacionados ao seu trabalho, marcar presença online com o alcance que a plataforma oferece e ter um contato direto com potenciais clientes e clientes.

Uma ferramenta bacana do Facebook são as avaliações. Lá, qualquer pessoa pode dar uma nota de 1 a 5 estrela e escrever um comentário contando o que achou do serviço prestado. É um sistema de indicação e que ainda permite que você interaja, entenda problemas que algum cliente possa ter tido com seu trabalho e é uma verdadeira vitrine para quem chega na sua página 😉

Instagram

O Instagram é uma rede social mais descontraída e com foco mais visual, mas isso não quer dizer que ela não seja valiosa no marketing digital para advogados. Você pode criar publicações sobre conteúdos do seu blog e colocar o link na bio do perfil; pode publicar frases que tocam seu público-alvo; utilizar o stories para fazer lives ou responder perguntas frequentes.

Uma das coisas que nós aqui na Aurum curtimos muito fazer é mostrar um pouquinho dos bastidores da empresa. Isso cria empatia com o público, demonstra transparência e aproxima seus seguidores da sua rotina de trabalho.

LinkedIn

Aqui o papo é um pouco mais sério, mas não menos interessante! Além de também funcionar bem para distribuição de conteúdo, o LinkedIn é o lugar perfeito para conexões mais profissionais.

Seu escritório ganhou algum reconhecimento importante? Participou de um evento super legal? O pessoal do escritório está fazendo uma qualificação relevante na área em que atuam? É aqui que esse tipo de conteúdo funciona bem!

Conclusão

Hoje a presença online é essencial para a sobrevivência e prospecção de qualquer negócio e a advocacia não está fora disso. Por isso, criar conteúdos relevantes e que conversem com seu público e se fazer ser encontrado na internet são objetivos que devem fazer parte da gestão do seu escritório. Uma boa estratégia de marketing digital para advogados vai garantir mais clientes e mais visibilidade e credibilidade para seu trabalho.

Se você se interessou por esse assunto e quer ir além, outros conhecimentos da área podem elevar ainda mais sua advocacia. Já falamos aqui sobre marketing pessoal para advogados. Além disso, você também pode conferir nossa lista de 6 podcasts de Direito para se inspirar em outros conteúdos de qualidade sobre advocacia! 🙂

Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

 

3 Comentários
Você está aqui