Saiba como deve ser cartão de visita do advogado moderno

Como deve ser o cartão de visita do advogado moderno?

Comentar
Recomendar

Muito além de uma convenção social, o cartão de visita do advogado é um convite ao contato. É por meio dele que muitas pessoas formam a primeira opinião sobre o profissional e o escritório. E é graças a ele – e à conversa que o acompanha – que muitos relacionamentos profissionais duradouros têm início.

A tecnologia substituiu o uso do papel em vários momentos. Ainda assim, o cartão de visita continua sendo um item importante para facilitar e mediar relacionamentos com clientes, colegas e parceiros.

Nem sempre os cartões de visita precisam ser impressos, também dá para fazer um bom uso das versões digitais. Mas é sempre desejável que as peças sejam coerentes, comuniquem o que precisam comunicar e sejam usadas com um objetivo melhor do que esgotar o lote de impressão.

Quem nunca usou o pretexto de “trocar cartões” para fisgar clientes ou mesmo como a desculpa ideal para propor parcerias e pedir orientação? Nós já! Por isso mesmo, preparamos um conteúdo completo com tudo o que você precisa saber para fazer o melhor cartão de visita de advogado da sua carreira (impresso ou digital!). Confira!

Guia de atendimento com software jurídico
Entregue aos seus clientes um atendimento de excelência! Baixe grátis o guia de atendimento ao cliente com software jurídico. Quero baixar o guia de atendimento

Como fazer o melhor cartão de visita do advogado

1. Defina as informações básicas de contato

As informações que vão no cartão de visita do advogado moderno devem ser pensadas de forma estratégica. Lembre-se que a peça é um convite ao contato!

Se, por exemplo, você não quer receber visitas sem agendamento em seu escritório, não é necessário disponibilizar o endereço no cartão. O mesmo vale para qualquer outro dado. Selecione apenas informações que facilitem as conexões. 

As informações mais comuns em cartões de advogados são: 

  • nome da sociedade;
  • nome do profissional;
  • área de atuação (cidade ou estado);
  • número de registro da OAB; 
  • telefone; 
  • email; e
  • site. 

Ainda assim, vale analisar se todos esses dados são mesmo importantes para o seu objetivo ou vão ficar “sobrando” na peça. 😉

Para definir isso, pense por qual meio você gostaria de ser acessado pelos novos contatos. Linkedin? WhatsApp? Email? Site? Telefone? Depois, trace o caminho que você gostaria que a pessoa percorra a partir das informações registradas no cartão. 

Qual o seu interesse em divulgar o site, por exemplo? Ele foi pensado para estreitar o contato com pessoas que você iniciou o relacionamento offline ou é mais direcionado a tirar dúvidas de quem busca por advogados na internet? Fazer esse tipo de pergunta também vai ajudar você a selecionar os dados para o seu cartão.

2. Tenha cuidado ao aplicar o logotipo

É ideal que o seu cartão de visita esteja alinhado ao seu marketing pessoal e que a sua marca ou a do seu escritório esteja impressa nele. No entanto, todo cuidado é pouco na hora da aplicação.

O logotipo não precisa ocupar toda a frente do cartão, muito menos prejudicar o foco da atenção para as informações de contato. Não se esqueça que, além de contribuir para uma boa impressão, a peça deve ser útil para quem a recebe. 

Cuide para que sua marca apareça de maneira elegante e proporcional. Se ficar na dúvida de como fazer isso, vale a pena consultar um designer gráfico. 😉

Além de dar uma importância profissional ao cartão de visita, o designer pode, inclusive, realizar uma análise emocional sobre o que envolve a percepção dos clientes sobre sua marca e o que pode ser interessante transmitir em seu logo.

Nessa fase, algumas perguntas relevantes merecem ser respondidas:

  • Qual a missão do escritório?
  • Quais valores devem ser transmitidos?
  • Qual o diferencial do escritório para o segmento em que atua?
  • Quem é o público alvo?

3. Priorize a coerência

Antes de pensar em colocar um arroba antes do email, uma casinha antes do seu endereço comercial e um telefone antes do número do seu celular, avalie se o uso de ícones “conversa” com a identidade visual para advogados

Quando o acesso à internet era exceção ou novidade, lá por meados dos anos 1990, fazia muito sentido certos tipos de sinalização, principalmente como forma de educar o público. 

Hoje, menos caracteres pode significar mais foco no que realmente importa!

Até porque, dificilmente seu cliente não vai saber o que é um email ou um site – mas, caso não saiba, muito provavelmente ele vai recorrer ao telefone. 

Além disso, o cartão de visita do advogado moderno deve manter uma unidade visual que represente o mais fielmente possível o escritório e o profissional.

4. Escolha as cores

Além das limitações éticas da profissão, a escolha e a aplicação de cores devem seguir alguns critérios básicos de legibilidade e identidade visual. Para isso, tenha em mente que a maior preocupação deve ser a clareza das informações. 

Fuja dos clichês, como fundo preto e fonte branca, com alguns toques em vermelho, por exemplo. Talvez o uso de cores complementares, em tons não vibrantes, seja uma boa alternativa.

Entender, ainda que superficialmente, o sentido da aplicação das cores pode ajudar na escolha. Selecionamos algumas abaixo:

  • Azul – calma, tradição e confiança;
  • Tons em bege e cinza – neutralidade e sobriedade;
  • Bordô – distinção ligada a uma ideia de nobreza;
  • Preto e prata – quando combinados, remetem a uma ideia de sofisticação.

5. Dê atenção à tipografia

Na escolha das tipografias (forma escrita) permanece a convenção de “menos é mais”. Duas tipografias, sendo uma principal e outra complementar, é mais do que suficiente. 

Afinal, no cartão de visita do advogado moderno, o uso excessivo de tipografia pode influenciar na perda de identidade e, o pior de tudo, na confusão hierárquica. E nós queremos conquistar e não confundir nossos clientes potenciais, certo? 🙂

6. Acerte nos recursos visuais

Os recursos visuais existem para dar um acabamento diferenciado e funcionam como um “charme” a mais para o seu cartão de visita, principalmente na versão impressa. 

Por isso, recomendamos que você escolha apenas um ou dois recursos para valorizar seu cartão. Unir verniz localizado, faca especial, tamanho alternativo, baixo relevo – tudo ao mesmo tempo – não é uma decisão nada moderna, concorda? 😉

É possível usar alguns símbolos da advocacia em seu cartão e em seu logo, mas sem esquecer da premissa de que menos é mais! 

Outro detalhe importante é evitar repetições. O tamanho do cartão de visitas já indica que esse tipo de material foi feito para ser direto. A sua marca gráfica não precisa aparecer mais de uma vez e nenhuma informação precisa ser replicada. 

Um design limpo, objetivo e atual é a cara do cartão de visita do advogado moderno.

Cartão de visita digital: a nova tendência do advogado moderno

Imprimir cartões de visita pode ser ruim por dois motivos. O primeiro é que acaba se criando um estoque difícil de esgotar, já que a maioria das gráficas só imprime esse tipo de material em grandes quantidades. O segundo é que, em algum momento, o cartão vai virar lixo.

Esse tipo de reflexão acabou servindo de inspiração para o surgimento do cartão de visita digital. Pode ser uma excelente opção para advogados modernos e conscientes, né? 😉

O que é cartão de visita digital? 

O cartão de visita digital é uma versão virtual do tradicional cartão de visita em papel. Ele pode ser disponibilizado e compartilhado em dispositivos móveis em formato de imagem ou PDF. Já existem, inclusive, aplicativos para que você possa fazer o seu próprio cartão e compartilhá-lo virtualmente com quem você quiser.

Além de ser uma alternativa moderna de cartão de visita do advogado, o cartão digital acaba sendo uma forma de baratear custos. Há quem prefira ter as duas versões para usá-las em momentos distintos. 

Como fazer cartão de visita digital 

Existem algumas alternativas para você fazer a sua versão digital de cartão de visita do advogado. Separamos as três principais. Olha só:

Canva

O Canva é uma plataforma que permite que você crie designs próprios para diversas utilidades, como apresentações, infográficos e, claro, cartão de visita digital. Você pode usar os recursos gratuitos que a ferramenta disponibiliza, como também escolher as opções pagas. O Canva oferece, ainda, templates para facilitar o seu trabalho. 

Se você pratica marketing jurídico na internet, essa ferramenta pode ser muito útil também para isso. 😉 

Ecocard

O Ecocard é um aplicativo mobile para você personalizar o seu próprio cartão de visitas e trocar com outros usuários do serviço. Ele permite a sincronização de contatos com a agenda e tem as opções pública e privada, para você escolher a melhor maneira de disponibilizar seus contatos. 

Trakto

O Trakto tem uma proposta bem parecida com o Canva. O serviço também permite a criação de design para diferentes motivos, inclusive para cartão de visita digital. Você pode usar a plataforma gratuitamente ou optar por um plano mensal. 

Se você quer conhecer mais apps para facilitar sua rotina, não deixe de conferir a lista completíssima que fizemos com uma seleção dos melhores aplicativos para advogados

Quando usar o cartão de visita do advogado

Cartões de visita são trocados para dar continuidade à conversa e estreitar o relacionamento. 

Então, antes trocar cartões, estabeleça uma conversa interessante para que o cartão de visita funcione como um convite para prolongar o papo. Essa dica funciona tanto para cartões físicos quanto para os digitais.

Agora uma dica mais voltada para os cartões impressos: quando finalmente for entregar o seu cartão de visita a alguém, deixe a parte da frente sempre posicionada para cima e voltada para quem o está recebendo. 

E quando for a sua vez de receber o cartão de alguém, não o esqueça na bolsa, na carteira ou perdido na galeria do seu smartphone. Assim que possível, salve os dados dos novos contatos no meio que você usa para tratar seus relacionamentos profissionais. Você pode, por exemplo, salvar o contato no seu celular, adicioná-lo no melhor software jurídico utilizado na sua rotina e até procurar a pessoa no Linkedin ou no Facebook.

Conheça o Astrea, o melhor software para escritório de advocacia

Conclusão

Criar um cartão de visitas para advogados envolve um grande nível de detalhes e diversas escolhas. E para que o conjunto da apresentação seja algo interessante, tanto em conteúdo quanto em estética, vale a pena contar com a ajuda de um profissional para criar um logo e uma arte que estejam em consonância com o seu escritório e o seu marketing pessoal

Geralmente, agências ou designers freelancers podem lidar com essa demanda de forma adequada, respeitando o Código de ética e Disciplina da OAB. Mas, caso você não queira ou não possa fazer esse investimento agora, existe a possibilidade de fazer o seu cartão de visita digital. 

Agora é a sua vez! Gostou das dicas? Na sua opinião, como de ver o cartão de visita do advogado moderno? Comente a sua opinião aqui embaixo! 😉

22.000 Advogados

Já controlam seus processos e prazos com o software jurídico Astrea

Experimente grátis
Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

 

4 Comentários
Você está aqui