Conheça a rotina de uma advogada nômade digital

Conheça a rotina de uma advogada nômade digital

Comentar
Recomendar
Você já parou para pensar em como tudo que você faz no seu dia a dia profissional foi afetado pela tecnologia? A maioria das tarefas que antes eram repetitivas e manuais, hoje são automatizadas. Um exemplo é o contato com os clientes, que pode ser feito por e-mail, videoconferência ou até WhatsApp. Praticamente todo o trabalho do profissional da advocacia pode ser feito com apenas um computador conectado à rede!
Por conta disso, a advogada Bárbara Mees resolveu investir em uma nova forma de advogar: se tornou uma advogada nômade digital! Hoje, ela concilia trabalho e viagens. De acordo com ela, esse era um sonho antigo dela e do marido, o também advogado Luis Gustavo Mees.
A Bárbara contou pra gente que o processo eletrônico e a maior facilidade de encontrar lugares com internet ajudaram a tornar essa ideia realidade. Em entrevista para o blog da Aurum, ela explicou como é a rotina durante as viagens, além de dar algumas dicas para quem quer ter um dia a dia menos apegado ao escritório. Para quem está curioso, já adiantamos que o atendimento ao cliente e a produtividade da Bárbara não foram comprometidos depois que ela começou a viajar! Confira a entrevista completa:

Nômades digitais estão sempre viajando, onde você e seu marido moram atualmente? Quanto tempo passam em viagens?

Bárbara: Atualmente moramos em Curitiba, e por conta de outros planos pessoais este ano temos passado mais tempo trabalhando de casa do que na estrada. Ainda assim, ao menos uma vez a cada dois meses damos nossas “escapadas” a viajamos alguma semanas para locais mais próximos (Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo), sempre levando nosso trabalho na mala, ou seja, nossos notebooks.

Como é a rotina de vocês quando estão viajando? Vocês separam o tempo de trabalho dos momento de lazer?

Bárbara: Sempre buscamos ter muita disciplina quanto a isso. Mesmo que estejamos em algum lugar paradisíaco a prioridade são sempre os prazos e atendimento aos clientes. Organizamos nossa agenda de forma a garantir que quando é necessário redigir e protocolar peças processuais, contratos, pareceres, etc. vamos estar em algum local com internet. Como gostamos muito de acampar, sempre buscamos nos informar antes de chegar a um camping sobre as condições da internet para poder trabalhar e depois passear e curtir o local. Caso o camping não ofereça boa internet, nos informamos sobre cafés e lanhouses próximas que nos ofereçam isso.

Como é o contato com clientes? Por Skype, e-mail, WhatsApp?

Bárbara: Por todas essas ferramentas ou por telefone, caso haja algum assunto mais urgente a ser tratado. O WhatsApp é o que mais utilizamos para passar informações relevantes aos clientes, é prático, ágil e barato para ambas as partes.
Quando se trata de clientes novos que entram em contato conosco, sempre buscamos nos informar de onde o cliente é, pois caso seja possível, podemos ir pessoalmente até o cliente para um primeiro contato. Isso também faz parte do nomadismo digital, ir até o cliente em vez de aguardar sentado atrás de uma mesa que ele venha até você.

Os clientes aceitam bem o fato de você ser uma advogada nômade digital?

Bárbara: No começo acharam meio estranho, mas hoje entendem muito bem, especialmente porque perceberam que continuam recebendo nosso retorno normalmente, quer estejamos em Curitiba ou não. De maneira geral, mais importante do que a presença física na cidade, é ter uma boa conexão com a internet para poder sempre estar em contato com os clientes.
Percebemos que nossos clientes não estão interessados se estamos todos os dias de terno e gravata no mesmo local físico de trabalho, o que realmente importa para eles é resolvermos os problemas jurídicos que eles nos apresentam.

O que vocês fazem quando algo precisa ser resolvido presencialmente e vocês estão viajando?

Bárbara: Organizamos nossa agenda de prazos aliada com a agenda de viagens previamente e entramos em contato com colegas parceiros para realização de audiências ou diligências no fórum.
Todo esse contato com colegas para passar informações e eventual documentação é feito a distância sem problemas. Da mesma forma, avisamos nossos parceiros quando estaremos em alguma outra cidade, caso eles também precisem de algum serviço nosso nesses locais. Essa troca é muito boa, todos ganham.

O que mudou na vida de vocês depois que começaram a viajar dessa forma?

Bárbara: Nos sentimos muito mais leves e satisfeitos com nosso dia-a-dia. Não há nada mais gratificante que após terminar um trabalho importante poder fechar o computador e imediatamente ver um pôr-do-sol maravilhoso numa praia onde estejamos acampados, ou poder fazer algum passeio com calma e tranquilidade em qualquer época do ano, não somente alta temporada.
A tecnologia veio nos proporcionar a possibilidade de poder continuar trabalhando sem precisar pegar trânsito todos os dias, usar terno e gravata todos os dias, nem mesmo ir para o mesmo local físico de trabalho todos os dias. Essa liberdade não tem preço, faz com que nosso trabalho seja entregue com muito mais qualidade.

Muitos advogados têm receio de trabalhar à distância. Vocês acham que houve algum prejuízo para a advocacia de vocês depois que começaram a trabalhar dessa forma?

Bárbara: Essa é uma dúvida constante deles e pensamos que vocês poderiam tranquilizá-los quanto a isso. O mundo está mudando muito rápido, e tanto os profissionais quanto os clientes aos poucos estão percebendo que não faz mais sentido esse modelo de trabalho engessado praticado até agora. Essa é uma crença limitante que vem sendo derrubada constantemente.
Um profissional satisfeito fará muito mais pelo seu cliente do que um profissional estressado com a mesmice da rotina trânsito-escritório-trânsito-casa. Devemos estar dispostos a nos adaptar e agir apesar do medo, agir em direção ao que realmente acreditamos. Com organização é possível fazer tudo.

Para finalizar, você têm alguma dica para quem quer começar a trabalhar à distância?

Bárbara: Não dê ouvidos a pessoas que querem repetir o mesmo modelo engessado, que querem colocar medo nos seus sonhos. Foque principalmente em atender bem seus clientes, esse sim é nosso maior patrimônio. Com organização, disciplina e abertura para o novo é possível ser nômade digital em várias áreas de atuação, mesmo numa profissão tão tradicional como a nossa.
E se você ficou interessado em trabalhar à distância – seja durante uma viagem de trabalho ou porque quer investir num estilo de vida nômade – confira nosso texto que explica como um software jurídico pode te ajudar nessa empreitada!
COMO UM SOFTWARE JURÍDICO PERMITE QUE ADVOGADOS TRABALHEM À DISTÂNCIA

Conheça a rotina de uma advogada nômade digital



Aurum

Muito prazer, nós somos a Aurum! Desenvolvemos softwares jurídicos há mais de 20 anos e entregamos produtos de qualidade para aperfeiçoar a gestão e elevar a produtividade dos advogados. Temos dois softwares no mercado: o Astrea, criado para atender as necessidades dos advogados autônomos, pequenos e médios escritórios; e o Themis, focado em grandes bancas e departamentos jurídicos.

Comentar
Recomendar
Vamos continuar a conversa?

2 Comentários
Destaques
Você está aqui