Mais de 50.000 advogados encontraram tranquilidade na rotina jurídica com o Astrea! ✌️ Comece grátis

15 mar 2021
ìcone Relógio Artigo atualizado 23 ago 2021

De repente você leu o título desse artigo e logo pensou: “lá vem mais um textão clichê falando de advocacia na era digital. Sinto informar: você deduziu errado.

Eu não vou ficar trazendo conceitos da tal “advocacia 4.0”, muito menos esgotar o tema e ficar batendo na tecla de que o advogado na era digital deve estar presente nas redes sociais e aprender a usar recursos tecnológicos. Nada disso.

Meu objetivo aqui é compartilhar um pouco da realidade prática de quem vive 24 horas por dia respirando a advocacia digital. Com este artigo, quero ajudar você a desenvolver seu perfil profissional para que tenha um norte ao encarar os principais desafios do mercado jurídico atual. Afinal, querendo ou não, você é parte dele.

Se eu fosse você, não pularia uma linha desse artigo, pois os insights que vou trazer não serão encontrados de mão beijada por aí!

Minha trajetória na advocacia digital

Desde que eu mergulhei de cabeça no mar do empreendedorismo jurídico posso dizer que quase morri afogado por várias vezes. Mas, com o tempo acabei aprendendo a “nadar de braçada” nesse oceano e há 5 anos tenho me dedicado totalmente à advocacia no modelo digital

Aos que ainda não me conhecem, prazer, Thiago Helton. Sou tetraplégico, ex-servidor do Poder Judiciário. Eu pedi exoneração do serviço público em 2015 por amor à advocacia.

Contudo, em virtude das inúmeras barreiras que enfrento por causa da deficiência física, logo me vi na obrigação de antecipar uma realidade profissional que hoje parece ser um desafio gigantesco para muitos colegas advogados, principalmente no cenário jurídico pós Covid-19: empreender no direito, advogar à distância e competir de forma sadia no contexto digital.

Quando decidi que ia viver da advocacia, precisei fazer a seguinte leitura de mercado: “se eu quiser competir em igualdade de condições, preciso aprender a usar a tecnologia e o mundo digital ao meu favor.”

Sim, meus caros, a advocacia na era digital me colocou em igualdade de oportunidades com os demais colegas em termos de empreendedorismo jurídico – e eu consegui me adaptar ao que estava por vir muito antes dessa transformação toda começar.

Thiago Helton inovou na advocacia digital
Thiago Helton precisou inovar sua advocacia para o digital

Como sou um cara legal, aceitei o desafio proposto pelo time da Aurum e quero compartilhar com você muita coisa que aprendi na minha jornada. Portanto, não subestime o conhecimento e prossiga aqui comigo.

Se você quiser mesmo desenvolver sua advocacia na era digital eu prometo que você vai sair deste texto, pelo menos, com um passo à frente da sua concorrência! 😉

A advocacia na era digital

Ao longo dos anos a advocacia evoluiu rapidamente em todo o mundo. De certa forma, podemos dizer que somos privilegiados, pois a nossa profissão tem prevalecido a cada “nova era” – se é que podemos dizer assim.

Por mais que ainda existam alguns “heróis da resistência” por aí, a verdade é que a advocacia tradicional ficou para trás e não tem mais volta. A expansão da cultura digital é uma realidade consagrada e um um padrão de comportamento que tem crescido exponencialmente nos últimos anos.

A título de exemplo, o crescimento do comércio online em 2018 foi de cerca de 12%, segundo dados da Ebit/Nielsen. Já em 2020, com as adaptações e fechamento de comércios físicos por conta da Covid-19, o crescimento chegou a 47% – o maior dos últimos 20 anos. Isso quer dizer que as pessoas optam e confiam cada vez mais nos serviços eletrônicos.

Mas, colega, não caia no engano de pensar que essa evolução tecnológica beneficia apenas as grandes bancas e escritórios de advocacia de maior porte e renome.

Em razão dos avanços do mundo digital, sobretudo o acesso à internet facilitado para os mais diversos perfis de clientes, alguns limites e fronteiras da advocacia tradicional foram eliminados. As pessoas estão mais próximas dos profissionais da advocacia, e estes, mais possibilitados de inovar e alcançar públicos – independente do tamanho de seus negócios.

A evolução tecnológica e os efeitos da era digital transformaram o mercado jurídico como um todo. Quem quiser viver da advocacia e não ser um eterno pagador de boletos vai ter que aprender a moldar o seu perfil e dominar técnicas e recursos que possam ser diferenciais nesse novo cenário.

Se você ainda não compreendeu isso, é hora de olhar com carinho e reprogramar sua vida profissional enquanto operador do direito. E é sobre isso que vamos falar agora.

Qual o perfil do profissional da advocacia na era digital?

Você certamente, de alguma maneira, já está inserido na advocacia digital – mas pode ainda não ter se dado conta disso. Por essa razão, pode também não estar ainda colhendo os bons frutos que a era digital pode promover para quem já respira essa nova advocacia.

E, aqui, é importante abrir um parêntese. Não estou me referindo ao fato de você advogado ou advogada estar presente nas redes sociais postando uma foto lifestyle na sua mesa de trabalho ou aquele clássico stories da máquina de café com alguma música de fundo. 

Para bons resultados, a presença em ambientes digitais vai muito além disso – e exige foco e estratégia. Assim, o profissional da advocacia da era digital precisa ter, ou desenvolver, algumas características.

Compreensão do mercado atual e inovação estratégica

O perfil profissional da advocacia na era digital passa necessariamente pela compreensão das exigências de mercado. Ou seja, daquilo que seus potenciais clientes esperam de você, da mesma forma que esperam de qualquer outro serviço contratado no mundo online.

Um exemplo prático é que a ascensão tecnológica trouxe consigo a característica da instantaneidade, pela qual meros atrasos podem custar muito caro para sua carreira. Na era digital tudo deve ser feito “para já”, e isso não é diferente na advocacia. Em nossa área, se aplica principalmente na comunicação entre operadores do direito, advogados e seus clientes ou parceiros.

De igual modo, a entrega do seu serviço não pode perder em qualidade, uma vez que ao mesmo tempo que a internet tem o poder de alavancar a sua autoridade, também tem o poder de “cancelar” você do mercado. 

Na era digital prevalecem profissionais que possuem uma boa organização do fluxo de trabalho online, que adotam técnicas de gerenciamento de projetos, softwares jurídicos de gestão administrativa e financeira. Saem na frente aqueles que empregam técnicas de empreendedorismo na advocacia e que marcam sua presença com qualidade nas mais diversas plataformas da internet.

A verdade é que a sua prestação de serviços jurídicos tem que acompanhar a transformação digital do mercado, sob pena de ver seu diploma de graduação e suas especializações serem enterrados.

Veja como ser um excelente advogado empreendedor.

Exemplos de escritórios neste modelo

O atual cenário da advocacia digital já nos permite notar alguns players que largaram na frente por terem feito essa leitura mercadológica de forma antecipada, e que podem servir de modelo de negócio para inspirar a sua transformação.

Entre inúmeros cases de sucesso, vale citar o “Ingrácio Advocacia”, que é um escritório referência no Direito Previdenciário na era da advocacia digital. Mas, pra você não achar que essa é uma realidade distante da sua advocacia, posso falar com propriedade do escritório do qual sou sócio, o “Helton & Deus Advogados”

Tudo começou quando eu e minha sócia e esposa Jéssica de Deus, decidimos sair de vez daquela advocacia autônoma e semipresencial para evoluirmos para um modelo 100% digital, impactando vidas de pessoas com deficiência e famílias em todo Brasil. Falo um pouco mais disso neste conteúdo do Plog da Aurum.

Graças a Deus tomamos essa atitude bem antes da pandemia de Covid-19, que alterou a forma de trabalho de profissionais nas mais diversas áreas. Assim, enquanto muitos colegas começaram a se despertar para a mudança necessária, nós já estávamos bem adaptados à realidade da advocacia remota e digital em seus mais diversos aspectos. 

Até o final deste texto, vou deixar algumas dicas práticas de como temos construído nossa autoridade de mercado e alguns recursos que você já pode adotar para que seu perfil profissional atenda às principais exigências da advocacia na era digital.

Desafios da advocacia na era digital

Que a vida advogado nunca foi fácil não é novidade para ninguém, né? Mas, na era digital, parece que os desafios da advocacia crescem em escala!

Fazer uma boa gestão de tempo e de tarefas

Você acorda às 5h da manhã e quando vai desligar o despertador já visualiza uma série de notificações na tela do seu smartphone. Nesse momento já começa o tumulto mental de checar e-mails, WhatsApp, redes sociais e por aí vai.

Muitas vezes, você não sabe nem como começar o seu dia em meio à velocidade da era digital.

Liga o computador pensando em realizar determinada tarefa. Aí o telefone toca, novas notificações surgem na tela, você troca de tarefas várias vezes ao dia, e no final do expediente lembra que tem prazos que ainda não foram cumpridos.

E lá vai você protocolar no PJe às 23h59 cheio de emoções.

A gestão de tempo e o gerenciamento de tarefas certamente são dois dos maiores desafios da advocacia na era digital e separam “iniciantes de experts” na nossa profissão.

Ter conhecimentos de outras áreas

Foi-se a época em que bastava ter conhecimento jurídico para advogar. O profissional do direito na advocacia digital precisa aprender a transitar em outros saberes, no mínimo ter noções de áreas essenciais para o desenvolvimento do seu ofício no mundo online.

Calma, não estou dizendo que você precisa ser um especialista em tecnologia ou um exímio programador.

Aqui me refiro especificamente ao necessário desenvolvimento de noções de marketing jurídico, de copywriting, de Search Engine Optimization (SEO para advogados), entre outras habilidades que vão ajudar a alavancar a sua advocacia na era digital.

Nesse sentido, a área exige que os profissionais estejam dispostos a produzir conteúdos educativos e informativos de qualidade e que tenham alguma noção de como fazer esse conteúdo chegar às pessoas certas, ou seja, aos seus prospectos – clientes em potencial.

Inovar dentro dos limites éticos

Aqui mora um dos maiores desafios da advocacia na era digital: ser consistente e entregar valor para a sociedade respeitando os limites éticos da advocacia.

Isso porque a prática da advocacia evoluiu com as transformações tecnológicas, mas o nosso Código de Ética da OAB continua engessado e colocando medo em muitos colegas (mas isso é tema de outra pauta).

Para fins da advocacia na era digital, o que você precisa saber é que o advogado tem liberdade para produzir conteúdo educativo e informativo pela internet e que isso não significa ficar nas redes sociais compartilhando posts do Senado ou do CNJ.

A advocacia na era digital impõe o desafio de ser original, sob pena de cair na vala comum no momento de escolha de seus clientes. Assim, é importante nunca parar de estudar direito, mas jamais limitar a sua mente aos conhecimentos jurídicos. 

Sabemos que a advocacia não é uma atividade mercantil, mas na era digital quem não encarar o desafio empreender no direito está fadado ao fracasso.

Leia também: Como os erros fazem parte do processo de evolução na Aurum

7 dicas para organizar sua advocacia no cenário digital

Já deixei claro ao longo do texto que a advocacia na era digital não é nenhuma prerrogativa exclusiva dos grandes escritórios. Logo, aprender a se organizar neste cenário é condição de permanência no mercado jurídico, inclusive, para pequenos escritórios e advogados autônomos.

Por isso, vou elencar aqui algumas “dicas matadoras” e soluções para o seu dia a dia na advocacia digital. Indico a leitura mesmo se você acha que domina o tema – jamais subestime o conhecimento!

Dicas de como otimizar sua advocacia para o digital
Veja como otimizar sua advocacia para atuar na era digital.

O que vou apresentar nas próximas linhas vale não apenas para quem está começando a advogar na era digital, mas também para os colegas que já estão se adaptando a esse novo cenário. Então, tome nota!

1. Utilize um software jurídico para atender suas necessidades operacionais

Para abrir a lista de dicas eu coloco a adoção de um software jurídico completo para sua rotina. Esse é o primeiro passo para encarar os desafios da nossa profissão em um cenário digital.

Liberte-se das planilhas e da papelada. A advocacia na era digital exige uma administração inteligente do seu tempo, por isso um sistema completo faz toda a diferença.

Em nosso escritório utilizamos o Astrea desde 2017, depois de ter testado várias plataformas similares. O software é uma das soluções mais completas do segmento e foi fundamental para a criação do nosso modelo de negócio jurídico 100% digital.

É por meio do Astrea que fazemos todo o controle de casos e processos do escritório, gestão de prazos, tarefas, agenda de atendimentos, audiências, reuniões, controle de publicações e intimações, além da gestão administrativa e financeira do escritório digital.

Um bom software jurídico facilita e muito a administração do trabalho na era digital, uma vez que você passa a ter o escritório literalmente na palma da sua mão, e isso reflete em aumento exponencial de produtividade.

Nada melhor do que ter toda a organização do trabalho em uma única plataforma, na qual você administra a sua advocacia em todas suas vertentes e consegue delegar tarefas e funções para seus colaboradores com maior controle e segurança. 

https://www.aurum.com.br/blog/wp-content/uploads/2021/07/mobile-anuncio.svg
Aproveite!
Faça como mais de 50.000 advogados e diga adeus à burocracia com o Astrea
Quero conhecer grátis

2. Reduza despesas e torne sua advocacia enxuta

A advocacia na era digital pode ser um negócio extremamente lucrativo, pela qual um profissional autônomo ou pequenos escritórios bem organizados podem ter uma margem de lucro até superior a grandes bancas, guardadas as devidas proporções.

Cancele da sua mente o mito de que para ganhar dinheiro na advocacia você precisa de um escritório bonito, com móveis caros para impressionar a clientela. A advocacia na era digital permite crescer sem altas despesas, como aluguel, contas de energia elétrica, internet, condomínio, combustível entre outros gastos fixos e comuns para quem precisa manter as portas de um estabelecimento abertas.

A dica principal aqui é: cortar o máximo de despesas desnecessárias para aumentar o potencial de lucro no início e aprender a precificar o seu tempo de trabalho. Você pode contar, por exemplo, com planos de escritório virtual em coworkings com estrutura pronta para começar. 

Há espaços que já contemplam recursos essenciais, como recepcionista, linha telefônica personalizada, serviços de gestão de correspondência, endereço fiscal, salas de reunião e até salas privativas para pequenas equipes. Enquanto isso, você segue organizando e administrando o seu trabalho à distância de onde você quiser e com os recursos que você tem em mãos.

E antes que você pense que isso pode sair caro demais, para ter uma ideia, nosso escritório conta com um serviço de excelência em um coworking aqui em Belo Horizonte que se paga em apenas uma consulta online que fazemos no mês. 

Dito isto, para fechar o tópico, deixo o lembrete: a despesa mais cara que a sua advocacia tem é o seu tempo. Assim, na medida em que for crescendo, aprenda a delegar tarefas para estagiários, associados, colaboradores e foque na gestão de qualidade.

3. Defina canais de atuação online e tenha um site responsivo

Você sabia que 3,2 bilhões de pessoas usam ao menos uma rede social no planeta? Isso corresponde a 42% da população mundial (Emarsys, 2019). E mais, a média de tempo gasto nas redes sociais pelos mais diversos perfis de usuários é de 2 horas e 22 minutos por dia (Globalwebindex, 2019).

Agora pergunto: como você está sendo visto pelos seus potenciais clientes? Será que o seu conteúdo aparece onde eles realmente estão?

A advocacia na era digital exige essa leitura atenta de quem almeja se destacar entre os grandes players do mercado jurídico contemporâneo. Afinal, a produção de conteúdos informativos e educativos é o que faz girar a engrenagem desse modelo profissional.

Mas não se desespere. Vá aos poucos traçando sua estratégia e colocando a mão na massa, tomando por critério o perfil de cliente que você deseja prospectar.

Exemplo: o seu foco são pessoas jurídicas e você atua vendendo prevenção trabalhista para empresas de pequeno porte. Então, o Linkedin obrigatoriamente deve estar na sua lista de canais, pois é a rede onde estão esses perfis. Pra ficar ainda mais claro, veja como eu faço: entrego boa parte dos meus conteúdos em grupos de famílias de pessoas com deficiência no Facebook, pois é lá que eu alcanço boa parte do público que eu desejo impactar.

Defina pelo menos 2 canais de atuação online, seja consistente e entregue valor para seu público. Na advocacia digital, antes de querer receber você tem que estar disposto a entregar.

Por fim, tenha um site responsivo e direcione seu público para dentro dele. Um site bem feito e estruturado é a sua vitrine institucional online. Cada pessoa que visita sua página é como se fosse um cliente entrando em sua sala. O que você tem para oferecer lá dentro quando o prospecto chega? Pense e reflita!

4. Aprenda usar técnicas de escrita e negociação

A arte de escrever faz toda a diferença para o advogado na era digital. E não me refiro apenas a boas petições na sua prática jurídica. Estou falando de produção de conteúdo inteligente. 

Não seja um advogado que perde tempo fazendo posts na internet sem estratégia nenhuma por trás de um bom conteúdo. Aprender algumas noções de “copywriting” ou copy” estabelece um abismo entre você e a concorrência.  

“Copywriting” é o processo de produção de textos persuasivos para ações de Marketing e Vendas, como o conteúdo de emails, sites, artigos de blog, anúncios e páginas de vendas, por exemplo.

Você não precisa ser um mestre em copy nem gastar rios de dinheiro contratando um copywriter profissional. Mas, um pouco de dedicação para aprender o básico sobre o assunto pode colocar a sua advocacia na prateleira de cima.

Escreva bem, de forma clara, objetiva e didática, ainda que seja um simples post no seu instagram ou facebook. Se você atingir o prospecto com uma boa escrita logo na primeira impressão, pode ter certeza que você já saiu na frente para uma futura negociação.

Mais: Dicas para atrair clientes com seu marketing jurídico de conteúdo

5. Construa sua autoridade no mundo digital

Se na advocacia tradicional o que contava era o número de diplomas e certificados na parede do seu escritório, na era digital o que manda é a percepção de autoridade que o seu público tem sobre você.

E aqui existem dois fatores que fazem toda a diferença na construção da sua autoridade: especialidade e consistência.

Posicione-se como especialista e dedique-se para se tornar de fato um expert no que você faz e pra quem você faz. Isso não quer dizer que você não possa assumir demandas de outras áreas caso tenha expertise para tanto.

Mas entenda de uma vez por todas, no mundo jurídico não existe autoridade que seja como “clínico geral”. Portanto, seja consistente para o seu público, atue de forma focada nos seus canais de produção de conteúdo, faça networking, crie parcerias dentro dos limites éticos da OAB.

6. Crie processos de trabalho e gestão de atendimento

Se você seguir bem as dicas anteriores, certamente a sua demanda de serviços aumentará.  

Você está preparado para isso?

A advocacia na era digital nos obriga a estabelecer processos de trabalho, rotinas internas de atendimento e execução de tarefas, sob pena de sacrificar o sucesso de um negócio altamente promissor.

Por isso, mais uma vez retomo a importância de começar a usar um software jurídico de qualidade o quanto antes. Quem começa administrando bem o baixo volume de casos e processos, certamente estará mais preparado para administrar o crescimento que está por vir.

Organize-se, crie projetos para cumprir metas específicas definindo quanto, como e quando você quer atingir determinado alvo. 

Por exemplo: quero alcançar um número “N” de novos clientes em 6 meses. Para isso vou produzir “X” artigos e posts na internet sobre o tema “Z”. Vou fazer “Y” palestras e aulas ao vivo para fortalecer minha autoridade. 

A advocacia na era digital exige que você tenha organização de suas rotinas e compromisso consigo mesmo, principalmente se você trabalha sozinho. 

Seja o melhor amigo da sua agenda online e tenha horários de atendimento, eduque seus clientes quanto a isso. Crie dias e horários fixos na semana para prospectar, para executar a parte processual, para cuidar da parte administrativa e da saúde financeira da sua advocacia.

Você não tem que virar nenhum robô, viu? Mas tente seguir à risca os processos de trabalho que você estabeleceu, isso vai ajudar você a subir de nível.

https://www.aurum.com.br/blog/wp-content/uploads/2021/07/mobile-anuncio.svg
Aproveite!
Faça como mais de 50.000 advogados e diga adeus à burocracia com o Astrea
Quero conhecer grátis

7. Aprenda delegar e criar conexões

Não tenha medo de delegar quando for o momento. 

Eu sei que é difícil às vezes. Eu sofri muito com isso em passado recente, confesso. Mas, na era digital, a sua advocacia só vai começar a decolar quando você aprender a delegar e a confiar no trabalho do próximo.

Planeje-se para ter bons estagiários, associados e tente estabelecer uma boa gestão horizontal onde você cresce e outro também. A advocacia na era digital permite que advogados e colaboradores trabalhem juntos na mesma equipe estando cada um em um canto do país.

Se você não estiver pronto para criar conexões e aprender a delegar, você pode até mandar bem no que faz, mas sua advocacia vai esbarrar no fator tempo mais cedo ou mais tarde. Quer crescer na advocacia digital? Comece enxuto, mesmo que sozinho, mas saiba que é bem acompanhado que você chegará mais longe.

Agora é com você!

Espero que eu possa ter lhe ajudado a repensar a sua advocacia na era digital! Especialmente você que está começando agora, assim como os veteranos que desejam se reinventar no nosso ofício.

Este modelo de trabalho não é nenhum bicho de sete cabeças, mas é importante ter em mente o poder transformador que tem: tanto para fazer você crescer profissionalmente quanto para deixar você no baú do esquecimento da advocacia tradicional.

Use a internet ao seu favor, administre o seu valioso tempo e coloque em prática os insights que deixei para você organizar sua advocacia na era digital.

Conteúdos para se aprofundar no tema

Aqui no Plog da Aurum, você encontra diversos conteúdos sobre advocacia na era digital, que abordam desde dicas práticas até conceitos sobre essa realidade. Assim, para você que deseja se aprofundar no assunto, indico que siga a leitura por aqui!

Você pode começar clicando em algum dos itens abaixo:

Sabia que é possível receber esses e outros conteúdos diretamente na sua caixa de entrada? Assinando a newsletter da Aurum, você garante uma curadoria com os melhores materiais sobre direito e advocacia em seu e-mail. É só clicar no botão abaixo!

assine a aurum news e receba os melhores conteúdos para advogados

E com essas dicas me despeço do conteúdo de hoje. Se você tem alguma dúvida ou pontos a destacar, compartilhe com a gente nos comentários abaixo! Até a próxima! 😉


Thiago Helton
Social Social Social Social

Advogado (OAB 168703/MG). Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas. Especialista em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência. Pós-graduado em Direito Constitucional. Pós-graduando em Advocacia Previdenciária. Presidente da Comissão de Defesa dos Direitos...

Ler mais
Tem algo a dizer?

Deixe seu comentário e vamos conversar!

2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


  • Adriana 24/03/2021 às 18:05

    Texto excelente e muito rico . Parabéns Dr pela iniciativa em compartilhar esse conhecimento tão útil.

  • Nilze Figueira dos Santos 16/03/2021 às 02:39

    Achei muito interessante ler esses conteúdos sobre a AURUM uma plataforma perfeita para trabalhar e m um escritório virtual..

Bullets
aurum recomenda

Conteúdos para elevar sua atuação na advocacia

Separamos os principais artigos sobre advocacia e tecnologia para você!

Ícone E-mail

Assine grátis a Aurum News e receba uma dose semanal de conteúdo gratuito no seu e-mail!

Ao se cadastrar você declara que leu e aceitou a política de privacidade e cookies do site.
Mais de 50.000 advogados já disseram adeus à burocracia

Automatize a sua rotina jurídica com o Astrea e invista tempo em crescer seu escritório.

Comece grátis no Astrea