Exibindo posts com a tag: retorno sobre investimento

Retorno de investimento sobre aquisição de software jurídico

 

É sabido que um software jurídico traz diversos benefícios em gestão e organização para um escritório de advocacia ou departamento jurídico, e um desses benefícios é tornar esses negócios mais lucrativos através da redução de custos operacionais e aumento na rentabilidade dos processos. Vamos detalhar abaixo alguns itens importantes que esclarecem esse raciocínio:

Redução de custos operacionais: o software jurídico otimiza o trabalho dos profissionais do escritório, pois automatiza diversos processos que antes eram feitos de forma manual. Os profissionais que antes faziam tarefas executoras têm mais tempo para trabalhar em funções estratégicas e rentáveis para o negócio. A redução de custos também é obtida través da diminuição no consumo de recursos, como papel, uma vez que os processos ficam digitalmente armazenados no software, e também com transporte, pois o software automatiza funções como a extração de andamentos processuais. 

Aumento na rentabilidade dos processos: além de reduzir custos processuais, o software jurídico fornece informações estratégicas para a gestão, o que permite identificar quais são as causas mais lucrativas para se atuar, quais os clientes mais rentáveis, entre outras, e dessa forma direcionar os esforços ao que realmente traz retorno. Já houve casos, por exemplo, de um escritório de advocacia acreditar que o “Cliente A” era o mais rentável pelo volume de processos – mas, quando extraiu informações do software, identificou que o “Cliente B” era mais rentável, mesmo com um volume menor de processos.

Para departamentos jurídicos, o software jurídico ajuda a provisionar valores de processos, de modo a sinalizar que a organização precisa destinar um determinado budget para as causas. Dessa forma, quando uma causa é perdida, não é necessariamente um prejuízo para a empresa, pois já existia um budget destinado para esse fim. 

Um exemplo de como calcular o retorno do investimento:

Vamos utilizar aqui um exemplo simbólico de um escritório de advocacia, apenas para facilitar a compreensão do leitor. Ignoraremos tributos, encargos e outras eventuais despesas para não dificultar a equação.

Digamos que o Escritório de Advocacia tenha um custo operacional de R$30.000 e um faturamento de R$100.000 por mês. No prazo de um ano, esse escritório tem:

  • Custos – R$360.000
  • Faturamento – R$1.200.000
  • Rentabilidade – R$840.000

Supondo que, ao implantar um software jurídico, esse escritório reduza seus custos anuais em 10% e aumente sua rentabilidade em 5%, os dados ficam:

  • Custos – R$324.000
  • Faturamento – R$1.260.000
  • Rentabilidade – R$936.000

Neste exemplo, o Escritório de Advocacia obteve um aumento de mais de 11% na rentabilidade anual, ou seja, R$96.000.

Digamos que, neste mesmo ano, o Escritório de Advocacia tenha investido R$6.000 em um software jurídico – o seu retorno foi de 16 vezes o valor investido no software, isso apenas no primeiro ano!

Fica evidente que um bom software jurídico traz rapidamente o retorno do valor investido, de modo a ser considerado como um investimento, e nunca apenas como custo. No próximo post, diremos por que o Themis é o software que traz o retorno de investimento mais rápido do mercado!

Se você já é usuário do Themis, acompanhe o nosso blog, pois estamos constantemente ensinando como potencializar ainda mais o retorno do investimento do seu Themis.