5 razões pelas quais o seu escritório precisa de planejamento estratégico

Planejamento estratégico

Na maioria das empresas o planejamento estratégico se limita a uma ferramenta de atuação lógica e não prática, e muitas vezes fica só no papel. São muitos os gastos iniciais que o advogado tem para abrir o seu próprio escritório ou sociedade, entre aluguel ou compra do estabelecimento, materiais de escritório, computadores, móveis e contratação de pessoal. No início, seu principal objetivo é o retorno do investimento nestes recursos, entretanto, os riscos de falhas neste processo, devido à um planejamento incorreto, aumenta as chances de os escritórios precisarem fechar suas portas.

É aí que entra o planejamento estratégico, que trata-se de preparar o negócio para o futuro. Ele possibilita projetar de maneira segura as ações dos escritórios de advocacia, mas para isso funcionar, é preciso definir o comprometimento dos sócios e demais colaboradores do escritório. Fundamental para passar credibilidade do escritório de advocacia ao mercado, o planejamento estratégico é cada vez mais estabelecido e bem elaborado nas empresas de todo o mundo, principalmente do mercado jurídico, pois possibilita uma comunicação mais clara e, consequentemente maior entendimento e sinergia entre escritórios, colaboradores, sócios, clientes e todos os envolvidos nas operações do negócio. Veja os principais benefícios que um planejamento estratégico bem desenvolvido pode trazer para um escritório de advocacia:

1. Faça – e não apenas veja – o seu futuro acontecer
Está aí a grande diferença entre ser proativo ou reativo, uma vítima das circunstâncias ou um vitorioso na luta. É fato que nem todas as situações podem ser previstas, entretanto, você pode tomar decisões e reagir às mudanças do mercado com um objetivo em mente, e é isso que o planejamento estratégico possibilita.

2. Estabeleça uma direção
Ao definir o propósito do escritório de maneira clara, isto é, onde se pretende chegar, é possível estabelecer metas realistas e objetivos consistentes. Fazendo isso, cria-se uma base de informações através da qual é possível medir o progresso e a eficiência dos funcionários para definir remunerações adequadas e obter uma visão holística para que todos os responsáveis estejam aptos a tomarem decisões no mesmo sentido para que o negócio caminhe sempre na direção estabelecida.

3. Tome decisões assertivas
Quando se possui uma visão clara do que se deseja alcançar, tudo parece ser uma boa ideia. Onde é melhor investir? Como você e seus colegas devem investir o tempo? Com o planejamento estratégico ganha-se clareza sobre o que de fato é interessante fazer, o que é necessário para isso e como chegar lá, sem perder de vista as limitações dos recursos financeiros e dos colaboradores.

4. Crie longevidade ao negócio
O mercado mundial está mudando mais rápido do que nunca e as empresas não tem uma base sólida, o que as obriga a contar com a sorte para manter-se estabilizadas conforme o tempo passa. Possuir um planejamento estratégico possibilita medir o futuro com base em históricos organizados para definir para onde é realmente importante olhar e para onde não é.

5. Aumente a rentabilidade
Com o planejamento estratégico obtém-se uma visão clara sobre o comportamento dos seus clientes, as condições do seu mercado e ofertas de produtos e serviços que mais se alinham aos objetivos do seu escritório. Dessa forma, é possível tomar decisões mais assertivas baseadas em dados concretos, atingir o posicionamento de mercado desejado e, consequentemente, uma maior rentabilidade.

Devido a muitos fatores, o mercado jurídico sofreu muitas mudanças como a expansão, fusão e aquisição de grandes empresas. O código de ética do Brasil diz que os escritórios não devem fazer propaganda explícita do próprio serviço e, sendo assim, é necessário ter seus princípios e objetivos bem definidos para que haja uma gestão de qualidade que atraia naturalmente novos clientes, garantindo um bom rítimo de crescimento.