Expansão territorial através de atuação com correspondentes

Atuação através de correspondentes

O escritório de advocacia é um prestador de serviços e sua área de atuação é limitada ao seu território e, muitas vezes, é inviável abrir uma nova unidade em outro estado do país para atender somente um cliente. Para reduzir essas barreiras, existe uma solução amplamente conhecida e utilizada na advocacia, que é a atuação através de correspondentes.

A atuação através de correspondentes pode ser pontual para diligências ou audiências em que os profissionais do próprio escritório não possuem disponibilidade para ir. Entretanto pode, também, ser muito estratégica por três razões:

  • Aumenta a capilaridade comercial do escritório de advocacia, permitindo que atue em clientes que ele não teria braço para alcançar e beneficiando a expansão do negócio;
  • Permite fornecer um atendimento completo à um cliente que possui unidades espalhadas em diferentes localidades, reduzindo o risco de a empresa buscar solução em um concorrente;
  • Reduz custos com abertura de novas unidades, uma vez que os custos operacionais são de responsabilidade do correspondente, que também tem seus próprios clientes.


Por outro lado, ao atuar através de correspondentes o escritório de advocacia precisa ter preocupações que antes não existiam, afinal, são profissionais representando sua empresa, o que torna o processo delicado.

Uma vez que o pleno atendimento ao cliente é a maior preocupação de um escritório de advocacia, surgirão os seguintes questionamentos:

  • A maneira como esse correspondente lida com o cliente está alinhada com os valores e o discurso do escritório?
  • Qual o nível de confidencialidade das informações que serão tratadas com esse profissional ou escritório?
  • Existe confiança suficiente para introduzir esse correspondente em novos clientes sem correr riscos?

Para reduzir as chances de ter dores de cabeça, é possível seguir algumas práticas que recomendamos abaixo:

Capacitação e alinhamento

É muito pertinente que exista uma fase de preparação desse correspondente antes da atuação efetiva da parceria. Neste caso, vale investir em reuniões para alinhar a maneira como o escritório atua em seus clientes e capacitar o correspondente a atuar da mesma forma. Igualmente importante é alinhar toda a parte comercial para não haver discordâncias futuras.

Respaldo através de contrato

Soa redundante falar para um advogado sobre a importância de se trabalhar com contratos, mas vale acrescentar ao tópico. Os correspondentes terão acesso aos clientes do escritório e à informações sensíveis e confidenciais. É preciso que a atuação esteja pactuada em contrato para respaldar o escritório contra os riscos que listamos acima.

Relacionamento e colaboração

A comunicação é vital para um relacionamento bem sucedido e, uma vez que o correspondente foi contratado justamente para resolver uma questão de território, é preciso ter uma boa estratégia de comunicação à distância. Hoje, a tecnologia possibilita que pessoas de qualquer lugar do mundo se comuniquem a baixo custo com recursos de voz e vídeo, tornando o relacionamento próximo, independentemente da distância.

Além disso, todo o acompanhamento do processo precisa ser colaborado entre todas as partes. Um sistema jurídico para gestão de escritórios de advocacia, como o Themis, abrange essa colaboração entre profissionais, beneficiando assim o desenvolvimento e a atualização processual.