Como o Themis pode auxiliar um Departamento Jurídico

Um dos desafios do departamento jurídico é figurar como uma área estratégica da corporação, e não ser encarado como um apagador de incêndios ou até mesmo um gerador de custos. Para que um departamento seja estratégico, o trabalho precisa ser consultivo, pró-ativo e analítico.

Esse misto de qualidades necessárias para um departamento jurídico permite aos advogados, além de reduzir o número de processos, provisionarem um budget periódico para atender os processos que a empresa está envolvida, e só há uma forma de fazer isso de forma eficiente: Software jurídico.

Como a rotina do departamento jurídico não envolve apenas processos, como também contratos e outros trabalhos consultivos, o apoio de um software jurídico é fundamental, independentemente do tamanho da corporação ou do número de processos que ela está envolvida.

Para ser estratégico, o departamento jurídico precisa ir além apenas do trabalho técnico, mas fazer parte do negócio da corporação, estar integrado aos demais departamentos.

Listamos abaixo 5 tópicos essenciais para gestão eficiente do departamento jurídico estratégico:

  • Monitorar o trabalho dos escritórios de advocacia

Ter acesso aos processos que estão em andamento com diferentes escritórios de advocacia é essencial, e a melhor maneira de fazer isso é contar com um sistema que possui tecnologia para fazer o push dos andamentos dos tribunais e permite acessar processos via web. O push de andamentos do Themis permite que o advogado do departamento jurídico acompanhe os andamentos dos processos na tela do sistema e ainda programar que sejam exibidas notificações para facilitar a exibição, de modo a permitir que o departamento jurídico esteja sempre a par da atualização processual e ainda se antecipe ao escritório que o atende.

  • Provisionar despesas com processos

Um dos maiores diferenciais do Themis para um departamento jurídico é a funcionalidade que provisiona os valores dos processos, corrige valores com correção monetária e juros, e ainda balanceia os riscos de perda ou êxito da empresa. Esse balanço permite uma simulação muito próxima à realidade de quanto a corporação desembolsará com processos, o que possibilita ao departamento jurídico determinar metas e budget e ser pró-ativo no controle dos seus custos.

  • Gerenciar contratos

Independentemente do porte da corporação, além dos processos jurídicos que o departamento deve gerir, parte da rotina é dedicada a gestão de contratos, que envolve desde a elaboração até o acompanhamento do mesmo. Para facilitar todo esse trabalho, o Themis armazena os contratos junto a seus respectivos documentos, permite a vinculação de andamentos processuais e ainda a inserção de datas de vigência e vencimento para que a empresa não corra riscos de perder prazos.

  • Compartilhar informações com outros departamentos

Além da possibilidade de integração com sistemas de mercado, o Themis possui uma inteligência de negócio que permite aos profissionais extraírem praticamente quaisquer informações do sistema em forma de relatórios. Essa característica enriquece os advogados do departamento jurídico com informações estratégicas para fornecer feedback para outras áreas, como financeira e diretoria, e ainda embasar decisões no médio e longo prazo.

  • Obter informações estratégicas do negócio

Identificar as áreas que se envolvem em mais processos, bem como os motivos, para tomar medidas preventivas, como melhorias na operação e capacitação das equipes. Mensurar e compartilhar as causas ganhas também pode ser um diferencial para o departamento jurídico na estratégia da corporação. Para ter essas informações, é preciso realizar um trabalho consultivo, e isso é possível dentro do Themis.

Muitas empresas, algumas das maiores do país, trabalham com o Themis para tornar o seu departamento jurídico ainda mais estratégico e eficiente. Confira aqui algumas delas.